Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, agosto 31, 2009

Miguel Nicolelis para presidente!


Embora eu seja um ateu do futebol (acredito sinceramente que o predomínio de tal esporte é prejudicial para a sociedade, acho que é um celeiro de fanáticos capazes de matar quem não é do seu time, acho a FIFA corrupta e com indevido poder político etc), eu votaria em Miguel Nicolelis para presidente.

Acho que alguns blogueiros de ciência diriam que Miguel não pode ser presidente porque é Palmeirense fanático. E como todos sabemos, se um palmeirense ganhar a presidencia, o Palmeiras irá dominar o Brasil, apenas cientistas palmeirenses receberão verbas do CNPq, o Palmeirismo será ensinado nas escolas e os Corinthianos serão perseguidos e serão levados para campos de concentração com a desculpa de que é apenas concentração em campo de futebol.

Sendo palmeirense e torcedor, Miguel tem fé (irracional) no Palmeiras e acredita em pensamento mágico. Por exemplo, ele "torce" o corpo durante um jogo, tentando influenciar com o poder da mente a entrada da bola no gol - uma prova de que não acredita nas leis de Newton.

Mesmo assim, eu votaria no Miguel. Pois acredito que quem estabelece as leis no final das contas é o Legislativo, e que a mídia e a sociedade civil saberão conter Miguel caso ele queira substituir o laicismo brasileiro pelo Palmeirismo...

PS: Richard Dawkins diria que Nicolelis não serve para presidente porque educou desde pequenos seus três filhos no Palmeirismo, sem lhes dar opção de livre-escolha racional. Segundo Dawkins, este é um estupro mental mais grave que o estupro físico, e todo pai que faz isso deveria ser processado e preso.

2 comentários:

maria disse...

ah não, osame, você me obriga a confessar: só votei no lula por 5 eleições seguidas porque ele é corintiano.
um palmeirense desses, não sei. mas vou defendê-lo numa coisa: ele torce o corpo durante o jogo porque, se dos estados unidos a macaca idóia consegue mover um robô no japão com seus próprios movimentos, por que ele não conseguiria fazer o mesmo dentro de um estádio? deformação profissional, nesse caso.

Osame Kinouchi disse...

Estou escrevendo um livro, "Futebol, um Delírio". Talvez com isso os ateus do futebol como eu saiam do armário de comecem uma campanha para eliminar o futebol do Brasil, ou pelo menos garantir que a CBF não seja subvencionada pelo Estado laico.