Ocorreu um erro neste gadget

sábado, agosto 29, 2009

Michael Jackson, clonagem humana e espiritismo


Hoje, em pleno sábado, tive que levar as meninas para o colégio. Durante o trajeto, a CBN informou que o corpo de Michael Jackson será sepultado hoje. Juli disse: "nossa, já deve ter apodrecido!" Mas Mari estava melhor informada: "Não, ele foi congelado!"

Imediatamente me veio uma idéia de como ganhar muito dinheiro com biotecnologia (vou sugerir isso para o Mauro Rebelo do VQEB, pois ele me contou que está virando bioempresário. Pena que não podemos paptentear idéias para novos negócios, não é mesmo?

Bom, como não tenho capital, vou revelar a idéia a todos, na esperança que uma boa alma me proponha sociedade. A idéia é o seguinte: os ricos e famosos tem pago absurdos para tentativas de criogenia, visando serem ressuscitados no futuro longínquo (bota longínquo nisso) quando houver tecnologia adequada. Os que têm menos dinheiro, pagam para a criogenia de apenas seu cérebro.

Mas acho que haveria muita demanda por clones humanos (caso fossem permitidos) por essa turma, e possivelmente por cientistas e outras pessoas de ego inflado. É claro que é uma "ressurreição" totalmente furada, dado que um clone equivale a um gêmeo univitelino. Mas dado um teorema da biologia teórica, é racional que uma pessoa se sacrifique por dois irmãos, quatro primos etc, e portanto por um clone. Dado que eu não preciso me sacrificar mas apenas pagar, fica mais racional ainda.

Então, se uma empresa anunciar na internet que está fazendo criogenia de células tronco, a fim de permitir a geração de clones quando isso for permitido por lei, eu acredito que haveria muita, muita demanda. E imagino que fazer criogenia de algumas células tronco deve ser baratíssimo. Bingo! Eis a minha resposta para a clássica pergunta "se sou tão inteligente, então por que não sou rico?" Eu seria, se tivesse capital inicial!

Mauro Rebelo, que tal? Você entra com o capital, a empresa, a administração, e eu entro com a página da internet e a conta no banco. Topa?

Note que guardar células tronco (não estou falando de embriões, mas apenas de uma amostra do genoma para ser um dia substituir um núcleo de um óvulo não fecundado) me parece totalmente bioético: acho que já fazem isso quando se faz criogenia de células tronco, medula etc para futuros autotransplantes.

Também não implica que se esteja defendendo a clonagem humana. Apenas se propõe um seguro para genoma individual para quando ou se um dia a clonagem humana estiver aprovada pela sociedade.

Simples, seguro, bioético, factivel com tecnologia nacional? Não é surpreendente? Mauro Rebelo, cadê você!

PS: Sobre a conexão com o espiritismo, falo no post seguinte.

2 comentários:

none disse...

A minha empreitada é outra. Consiste em fazer o sequenciamento genômico completo da pessoa e emitir a sequencia codificada por radiotelescópios ultrapotentes para todo o espaço. Em algum momento a mensagem alcançará alguma civilização suficientemente avançada no espaço para decodificar a mensagem e tentar reconstituir um organismo a partir de sua sequência genética.

Sim, verdade que um organismo não se forma a partir unicamente das informações contidas em sua sequencia genética - haveria toda a informação dos morfógenos no óvulo, p.e. Mas até aí toda a informação do ambiente estaria perdida de qualquer modo. (Quando a epigenômica estiver suficientemente avançada, talvez possamos codificar issoe enviar junto com a sequência do genoma nuclear.)

Qual a vantagem em relação à criogenia? A pessoa poderá ser reconstituída (na verdade uma versão dela) em vários locais, mesmo após o planeta Terra estiver se extinguido: seja por um holocausto nuclear, alterações climáticas, evaporação da atmosfera, expansão do Sol, chegada de Apófis, de Hercóbolus/Hercólobus...

Outro projeto meu é pegar as principais obras da humanidade - escolhidas por comitê de especialistas e também por votação via internet - e reproduzi-lo em tabuinhas de argila. As tabuinhas seriam enterradas em desertos de vários locais do globo. Elas são os meios materiais mais duradouros conhecidos de armazenamento de informações. (Claro que um programa irmão de compensação de emissão de carbono - por causa do cozimento das tabuinhas - seria implementado dentro do espírito ecologicamente correto.)

[]s,

Roberto Takata

Meire Ruiz disse...

Boa tarde. Gostei do blog, contém muitos assuntos interessantes e variados. Parabéns!