Ocorreu um erro neste gadget

sábado, julho 10, 2010

Brontossauros em meu Jardim enfrenta os dinossauros do IB-USP




Via Brontossauros em Meu Jardim:

Em resposta à carta que mandei anteriormente. Há erros de conversão entre o PDF que me mandaram e o texto para o blog.
===============================================

llmo. Sr. 
Dr. Carlos Takeshi Hotta

Sao Paulo, 4 de junho de 2010.

Prezado senhor,

Registramos a recebimento de sua carta datada de 24 de marco de 2010, manifestando protesto contra a banca escolhida para a concurso para preenchimento de cargo de Professor Doutor no Departamento de Botânica, área de Fisiologia Vegetal. Suas afirmações torarn discutidas em reunião do Conselho de Departamento e também em reunião de Congregação, haja visto o envio do documento ao Diretor do IB, sem contar a ampla divulgação em seu blog na internet. O Conselho do Departamento decidiu encaminhar a V.Sa. manifestação contendo esclarecimentos e repudiando suas colocações.

Primeiramente, as rnernbros do Conselho de Departamento selecionaram em dezembro de 2009 os 26 nomes que seriam propostos à Congregação para composição da banca examinadora do concurso, baseados no critério de experiência e competência nas áreas de bioquímica e fisiologia vegetal, atinentes ao Concurso. Deve-se esclarecer que agrande rnaioria dos Conselheiros apoiou a priorização de nomes para a lista segundo a ligacao estreita com a pesquisa em fisiologia vegetal. Em nenhum momento, foi utilizada como "desculpa" (como citado em sua carta) a inexistência de docentes sem vínculo com os candidatos inscritos. Os nomes dos Profs. Drs. Gilberto Barbante Kerbauy e Eny lochevet Floh, dentre outros do Departamento, foram sugeridos pelos Conselheiros para aquela lista com base em seu mérito incontestável para participar da referida banca e para representarem as dois Laboratórios da Área de Fisiologia Vegetal do Departamento. A propósito, Sr. Hotta, esta tem sido a praxe deste Conselho ao longo da história vitoriosa deste Departamento, seguindo padrões vigentes na Universidade de São Paulo.

Causou-nos surpresa a fato paradoxal de V. Sa. afirmar que, por um lado, não questionava "os resultados da banca" por acreditar "que foi coerente com os seus critérios", mas, por outro, qualificar de "forma vergonhosa" a escolha dos mernbros dessa mesma Comissão Julgadora, dizendo que feria os principios éticos esperados do Instituto de Biociências. A composição da banca examinadora do concurso foi realizada na Congregação do IB, mas, uma vez que as sugestões de nomes foram compiladas pelos membros do Conselho do Departamento de Botânica, estes se consideram diretamente atingidos por sua grave acusação e repudiam-na veementemente. Nenhum dos procedimentos utilizados fere normas regimentais, estatutárias ou do Código de Ética da Universidade, na qual vigoram os mais altos princípios de ordem acadêmica e ética. Ou seja, nenhuma ilegalidade foi praticada, incluindo-se a violação dos princípios éticos que importam, que são os do Código de Ética da USP (art. 12: "Nenhum servidor docente ou não-docente deve participar de decisões que envolvam a seleção, contratação, promoção ou rescisão de contrato, pela Universidade, de membro de sua família ou de pessoa com quem tenha relações que comprometam julgamento isento"). Todos os nomes sugeridos para a banca pelo Conselho de Departamento são inatacáveis em relação à neutralidade e postura ética esperadas num concurso público, devendo ser repudiada qualquer insinuação de suposta utilização de critérios não acadêmicos e científicos por parte dos membros da Comissão Examinadora constituída. Por sinal, cabe esclarecer que nem a condição de ex-orientador de candidato, nem tampouco a de co-autor em artigo cientifico ou resumos de congresso, constituem, por si sós, circunstâncias que comprometam a isenção de julgamento de integrantes de bancas de concurso.

Sendo esses os esclarecimentos cabíveis nesta oportunidade, solicitamos a fineza de divulgar também esta manifestação em seu blog. 
Atenciosamente,

Prof. José Rubens Pirani

Chefe do Deparatmento de Botânica


Abaixo se encontra uma carta que mandei para o diretor do IBUSP, os membros da congregação, o chefe de Departamento de Botânica e os membros do conselho de Departamento de Botânica. Se for de seu interesse, divulgue a carta (carta_concurso_final.pdf), se quiser discutir o seu conteúdo, coloco-me à disposição no e-mail carlos.hotta ARROBA gmail.com.

Ilmo. membro da congregação do IBUSP,

Venho formalizar meu protesto contra a banca escolhida para o concurso para professor doutor do Departamento de Botânica, área Fisiologia Vegetal (processo 2009.1.1237.41.1). A meu ver alguns membros da banca nunca poderiam ter sido escolhidos por possuírem inúmeras colaborações com candidatos do concurso, lesando assim os princípios de igualdade entre os candidatos na realização do concurso.

A desculpa de que não há docentes sem vínculo com candidatos é falaciosa uma vez que o cargo é para o Departamento de Botânica e há muitos docentes altamentes qualificados para avaliar as condições dos candidatos de entrar no Departamento. É preferível escolher um docente que não trabalhe na mesma área específica do concurso a escolher um que tenha relações estreitas com candidatos.

Como exemplo, destaco o Dr. Gilberto Barbante Kerbauy que teve 26 co-autorias em resumos publicados em congressos com o Dr. Luciano Freschi, cujo total de resumos apresentados é 55 (segundo o currículo Lattes do Dr. Freschi). Além disso, o Dr. Freschi publicou recentemente (2010) um de seus artigos com um segundo membro da banca, o Dr. Antonio Vargas de Oliveira Figueira (Axillary bud development in pineapple nodal segments correlates with changes on cell cycle gene expression, hormone level, and sucrose and glutamate contents; doi 10.1007/s11627-009-9276-9). Finalmente, o Dr. Luciano Freschi - de acordo com o CNPq - é membro do grupo de pesquisa "Sinalização de Processos Organogênicos e Metabólicos em Orquídeas e Bromélias: Interações Hormonais, Óxido Nítrico e Compostos Nitrogenados" que também é composto pelos Dr. Kerbauy (líder do grupo), Dr. Lázaro Eustáquio Pereira Peres (também membro da banca do concurso) e Dr. Figueira.

Não se trata, portanto, de colaborações antigas ou pontuais.

É necessário ressaltar que o Dr. Freschi não é um caso isolado de conexões da banca com outros candidatos. O Dr. Rogério Mamoru Suzuki foi aluno de iniciação científica, mestrado e doutorado com o Dr. Kerbauy - além de ter publicado 6 de seus 7 artigos em colaboração com o Dr. Kerbauy e um com o Dr. Peres. O Dr. Susuki teve 5 painéis apresentados emc ongresso com a Dra. Eny Iochevet Segal Floh em 1997.

Esta carta não vem questionar os resultados da banca pois creio que foi coerente com os seus critérios. O Dr. Kerbauy sugeriu em minha arguição do memorial que era da opinião do Departamento que o melhor seria contratar pessoas que já estivessem presentes no Departamento pois elas se integrariam melhor aos laboratórios já existentes. Acredito que este tenha sido um dos critérios utilizado pelo Dr. Kerbauy, Dr. Peres e o Dr. Figueira para indicarem o Dr. Freschi. Vejo que o Dr. Freschi é um pesquisador que tem muito potencial, apesar dos poucos trabalhos publicados e um número mínimo de citações por outros artigos (2, segundo o Web of Science, sendo que 1 é auto-citação).

Reafirmo que o problema do concurso está na forma vergonhosa na qual aconteceu a escolha dos membros da banca que, a meu ver, ferem os princípios éticos que eu esperava que o Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo deveria defender. O IBUSP é uma instituição com um histórico importantíssimo para o desenvolvimento das Ciências Biológicas no Brasil e é com muita tristeza que vejo que seus docentes foram incapazes de montar uma banca examinadora cuja neutralidade fosse inquestionável. Espero que este erro nunca mais se repita pois o Instituto de Biociências deixará de atrair os melhores pesquisadores para o seu quadro, o que comprometerá a sua posição de liderança na área.

Dr. Carlos Takeshi Hotta

2 comentários:

Dedalus disse...

Caro Osame,

Leia, por favor, o texto no seguinte link: http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-visao-reducionista-sobre-o-criacionismo

Um abraço!

Osame Kinouchi disse...

OK, de noite eu faço um post sobre isso... Estou na FNAC de Riber agora e o tempo na internet está acabando...