Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, março 27, 2009

Qual a porcentagem de "homens e mulheres de bem, pagadores de impostos e leitores de Veja" que são bandidos-chics?



Agência Estado e Yahoo: Leia a integra aqui.

Procurador do Ministério Público Federal de São Paulo (MPF-SP) Matheus Baraldi Magnani afirmou, em coletiva de imprensa, que a dona da butique Daslu, Eliana Tranchesi, e os outros envolvidos na Operação Narciso, presos novamente hoje pela Polícia Federal (PF), não poderão recorrer em liberdade. Na avaliação do MPF, a sentença da juíza da 2ª Vara Federal de Guarulhos, Maria Isabel do Prado, imputa o reconhecimento da existência de uma organização criminosa e a reiteração dos crimes já cometidos, o que impede o recurso em liberdade. Somados todos os crimes, a pena de Tranchesi chega a 94,5 anos de prisão.
(...)

Na avaliação do procurador, a Operação Narciso atingiu o seu objetivo, pois quando foi deflagrada, em 2005, se falou em exagero, a atuação das autoridades foi questionada e não se acreditava em uma condenação, "mas o MPF federal estava confortável e amparado em um mar de provas, principalmente pela boa atuação da Receita Federal". Ele disse também que a atuação da juíza foi louvável. "Organização criminosa não é só coisa de desgraçado com fuzil na mão, rico também integra organização criminosa."
Ele voltou a afirmar que as penas dos réus são bastante severas porque "eles não precisavam disso e (foram motivados) por cobiça".

Entretanto, na entrevista coletiva que concedida hoje, o procurador do MPF-SP reconheceu que os habeas-corpus foram rejeitados antes que a sentença fosse dada e prevê que a defesa deve entrar com uma série de novos habeas-corpus na Justiça, agora que a sentença já foi expedida. Segundo o procurador, essa quadrilha atuava de forma muito confiante pelo poder social e político que tinha.

Obviamente usei um título provocativo: a probabilidade condicional P(RB|V) que um leitor de Veja seja um rico-bandido (ou bandido-chic) é baixa mas a probabilidade P(V|RB) é alta, nem que seja porque esses caras adoram ler Diogo Mainardi.

E um exemplo mais claro sobre probabilidades condicionais: a probabilidade P(B|R) de um cara rico ser bandido é alta (no sentido de sonegação de impostos e evasão ilegal de divisas), mas a probabilidade P(R|B) de um bandido ser rico é baixa.

Finalmente: a probabilidade de P(V|R) de um rico ser leitor de Veja é baixa (ricos em geral são pessoas cultas) e a probabilidade P(R|V) de um leitor de Veja ser rico também é baixa: leitores de Veja são basicamente a classe média e média-baixa inculta, que até poderiam comprar revistas melhores mas preferem revistas que apenas reforcem seus pobres pontos de vista.

Não adianta banda larga se a mente é estreita... 

Nenhum comentário: