Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, março 23, 2009

Estudo sobre mulheres de bikini é trivial?


Não parece tão trivial assim, quando vemos as informações de perto. Mas acho que essa foi a fonte da Ruth de Aquino, localizada por Igor do Universo Físico.

University of the bleedin' obvious

Hold the front page! Images of bikini-clad women make men more sexist. Steve Connor reports on a new study by Princeton scientists, while Jeremy Laurance recalls the other academic work that told us what we already know.


Scientists have demonstrated something that many women suspect and most men would admit only to themselves: pictures of scantily-clad females turn women into sexual objects in the minds of men. Feminists would no doubt see the discovery as the science of the bloody obvious, but the researchers claim the results demonstrate just how pictures of bikini-clad women affect the inner workings of the male brain.


It was "shocking" to find that the pictures of scantily clad women deactivates the medial pre-frontal cortex, Professor Fiske went on. "The only other time we've observed the deactivation of this region is when people look at pictures of homeless people and drug addicts who they really don't want to think about what's in their minds because they are put off by them."


"Heterosexual men had the best memory for the sexualised bodies of women – this is cutting-off the heads – even though they had seen the bodies for only 200 milliseconds," Professor Fiske said. The findings have wider implications for society because they show how sexualised images in the media and in advertising can dehumanise women by encouraging men to think of them in terms of objects to be acted upon, she said.


OK, OK, todos sabemos que usar mulheres seminuas em anúncios pode desumanizar as mesmas, mas agora temos uma pesquisa que fortalece essa afirmativa, para além de achismos e senso comum (que podem ser contestados pelos cínicos de plantão).


Isso significa que, quando a Revista Época publica anúncios com mulheres seminuas, ela está contribuindo para a desumanização das mulheres. E sua Redatora-Chefe pouco se importa com isso...


PS: Este blog também contribui para essa desumanização, mas pelo menos eu faço mea culpa e reconheço isso. As fotos de mulheres bonitas neste blog ajudam a divulgar ciência em um país subdesenvolvido (meu post mais visitado é sobre a carreira científica de Natalie Portman), enquanto que as fotos de propaganda na Revista Época apenas servem para vender produtos e dar lucro aos empresários que sustentam a (política da) revista.

4 comentários:

Igor Zolnerkevic disse...

Well, já que fui nominalmente nominado, melhor esclarecer.

Quem me chamou atenção a esse texto do The Indenpendent foi uma discussão na Nature Network iniciada pela jornalista Angela Saini:
http://network.nature.com/groups/sciencewriters/forum/topics/4035

Também quero deixar claro que NÃO CONCORDO com o Osame e o MHL. Vocês estão pegando pesado desnecessariamente com a Ruth de Aquino.

Em vez de jogar pedra, o mais saudável seria explicar ao público de maneira correta o que realmente significam os resultados dessas pesquisas "inúteis" e a sua importância.

Guilherme de Carvalho disse...

Caro Osame, tenho uma observação crítica - vc disse o seguinte:

"OK, OK, todos sabemos que usar mulheres seminuas em anúncios pode desumanizar as mesmas, mas agora temos uma pesquisa que fortalece essa afirmativa, para além de achismos e senso comum (que podem ser contestados pelos cínicos de plantão)."

Bem, me parece bem pouco interessante que precisemos nos apoiar em resultados científicos para fundamentar um sistema moral. Sim, vc disse que "todos sabemos", jóia. Mas isso é muito mais que "achismo e senso comum". Eu diria que é um ponto a favor da nossa capacidade natural de acessar o universo moral.

Osame Kinouchi disse...

Caro Guilherme,

Acredito que muitas pessoas poderiam defender que os homens não vêem as mulheres como objetos, que isso seria apenas um estereótipo cultural.
Como contestar tal afirmativa?
Mas é claro, que o curioso da pesquisa não é isso, mas sim a localização da área de ativação cerebral especifica ligada a esse tipo de processamento de informação (social versus instrumental) bem como as potenciais aplicações na questão do autismo (autistas tendem a não encarar os rostos das pessoas e possuem uma tendencia obsessiva com máquinas, ferramentas e modelos). Na verdade, parece que os homens somos todos um pouco autistas (os casos de autismo são muito mais comuns em homens do que em mulheres).

Osame Kinouchi disse...

Igor,

OK, acho que peguei pesado. Mas seria muito interessante que blogueiros dessem uma lição de humildade nesses editores mainstreams que ficam opinando sobre ciencia sem serem jornalistas científicos (isso inclusive é um desrespeito ao colegas deles). Seria muito dificil Ruth de Aquino ser um pouco menos arrogante?