Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, março 26, 2009

Ruth de Aquino affair na Wikipedia

Uma possível resposta de porquê editores da Época não simpatizamcom pesquisas científicas...

Embora Ruth de Aquino não tenha página própria na Wikipédia (ao contrário de outros seus colegas colunistas da Época), a seguinte seção foi colocada na wiki-página da Revista Época. Sintam-se à vontade para editar e adicionar seus links para posts e comentários sobre essa polêmica que, por sua natureza de gota d' água da falta de profissionalismo jornalístico em relação à ciência, pode se tornar o caso Sokal brasileiro.

A polêmica de Ruth de Aquino com jornalistas e divulgadores de ciência

Em março de 2009 a colunista e editora-chefe da sucursal do Rio de Janeiro, Ruth de Aquino, suscitou uma grande polêmica devido ao seu texto "O Besteirol da Ciência é melhor que o do Senado [1]". Entre outras afirmativas, a colunista declara:

Com tanta desgraça na política, uma receita de riso certo é ler sobre pesquisas “científicas” de universidades respeitadas. Conclusões: o cérebro masculino vê mulher de biquíni e sem rosto como objeto. Canhotos vão pior na escola – e os mais desajustados são as meninas ambidestras. Genes gays excitam as mulheres. Brincadeiras fazem bem às crianças. Resultados variam do óbvio ao inverossímil e preconceituoso. Como se arruma patrocínio para tanto besteirol?

Cientistas, jornalistas científicos, divulgadores de ciência e blogueiros científicos interpretaram o texto como sendo uma provocação gratuita e irresponsável que apenas reforça, de forma populista, estereótipos sobre a ciência e a academia, ao afirmar que pesquisas de senvolvidas em importantes universidades internacionais nada mais eram que perda de tempo, inúteis, preconceituosas, inverossímeis ou estatisticamente irrelevantes.

Aquino foi contestada por vários especialistas, que mostraram que a relevância dessas pesquisas só pode ser avaliada com a leitura (pelo menos) da Introdução e Conclusão dos artigos científicos, e não através de press releases ou notícias publicadas por jornalistas não especializados em cobertura científica. Também argumentaram que as pesquisas citadas não poderiam ser escaradas como irrelevantes ou triviais, e que a autora seria ignorante de conceitos básicos de estatística de pequenas amostras.

Para uma lista parcial das reações da blogosfera científica, ver [2]

Upgrade: alguém deletou a seção na página da Revista Época, mas uma página especial para o Ruth de Aquino Affair foi inaugurada na Wikipédia.

2 comentários:

Guilherme de Carvalho disse...

Rapaz, isso dá até medo.

Mas Osame, o caso Sokal é inigualável... :-D

Osame Kinouchi disse...

É, eu sei. Mas quem sabe Aquino fica sendo um pequeno Sokalzinho na relação colunistas de grandia midia todo-poderosos versus blogosfera (midia independente).

Reconheco que ambos os lados exageraram (mea culpa!). Mas acho que poderemos aprender bastante com este incidente, depois que a poeira abaixar...