Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, março 24, 2009

Atila Iamarino (Rainha Vermelha) responde a Ruth de Aquino


Copiei a bonita foto do post do Átila, pois ela revela o típico comportamento dos "homens de bem, pagadores de impostos e pais de família", leitores de Época e Veja, a pequena burguesia farisaica que Jesus chamaria de sepulcros caiados. Leiam o post do Átila aqui.

Hitler não acreditava na universalidade dos direitos humanos ou da ciência. Era um relativista: cada etnia e cultura tem a moral e a ciência que mais lhe convém. Seu colega Heiddegger, orientador de toda a corrente pós moderna posterior, dizia o mesmo. E ninguém sabe que Feyrabend, na juventude, queria ser capitão das SS, e não o pretenso anarquista epistemológico que disfarçadamente se tornou (ele queria a separação entre Ciência e Estado Laico porque cera um reducionista: queria reduzir a Ciência a uma religião qualquer). Mas se nem a Arte e o Esporte é redutível ao campo religioso, e se o Estado patrocina as Artes , Museus, Copas do Mundo e Olimpíadas, porque seria diferente com a Ciência?

Gente das famílias quatrocentonas, banqueiros, capitalistas, tubarões do comércio, não são hipócritas nem chafurdam no auto-engano: embora eles possa pagar jornalistas para propagar sua ideologia de livre mercado com "quanto menor regulação melhor" e "Estado mínimo", sabem e conhecem os caminhos tortuosos de seu dinheiro, as falcatruas, a exploração dos assalariados, a corrupção politica e governamental que eles patrocinam. Eles não são hipócritas, são apenas cínicos, racionais e objetivos (seus pretensos sentimentos religiosos basicamente são uma piada de mau gosto).

Quem gosta de se auto-enganar é a pequena burguesia, ou seja, os pobrinhos filhos de imigrantes que se acham alguma coisa porque "venceram na vida pelo trabalho", o que é basicamente uma inverdade: foram as economias de seus pais que lhes permitiram educação e oportunidades, e seus empregos e comércios se desenvolvem na medida que permanecem subservientes aos proprietários e patrões. São escravos bem remunerados que, eventualmente acumulam um capital e se tornam proprietários de escravos mal-remunerados...

O principal defeito dessa gente é a arrogância: adoram discursos anti-intelectuais, adoram dizer que a ciência acadêmica é inútil ou "a raiz de todos os males", esquecendo que quem polui é o usuário absurdo das SUVs com único passageiro e não quem inventou o motor a explosão. Adoram se sentir superiores no seu bom senso "humanista", e colocar a ciência e a universidade como bodes expiatórios.

É assim que conseguem se conformar com sua própria mediocridade, em meio de seus livros de auto-ajuda e consolações Nova Era, recentemente turbinadas com uma teologia da prosperidade unipresente entre ateus e fundamentalistas. Hitler era um ecologista vegetariano - as primeiras leis ecológicas foram nazis. Hitler era um anticientista (so via na ciência uma fonte de tecnologia, mas não de visão de mundo) inspirado por um esoterismo de direita e uma filosofia Nietzschiniana inspirada no Bhramanismo de castas. A Nova Era precisa ainda explicar como se evita que seu romantismo anticientífico degenere em facismo espiritualista.

O affair Ruth de Aquino é apenas um reflexo disso tudo, fruto daquele sarcasmo arrogante das pessoas que se orgulham de nada saber de ciência e matemática. Como se ignorância fosse algo apara se orgulhar... E agora, com dezenas de comentários em sua coluna, Ruth não se manifesta uma única vez em respeito aos leitores. Será que ela não sabe usar a caixa de comentários da própria coluna? O que é uma pena, porque ela não é das piores jornalistas brasileiras...

5 comentários:

Ítalo M. R. Guedes disse...

Excelente post, Osame, concordo plenamente com o que disse, sem retirar uma vírgula sequer. Também creio que a ridicularização da ciência e do cientista é uma ferramenta útil da ditadura da mediocridade contra qualquer pensamento ou opinião um pouco mais profundos que um pires.

Dedalus disse...

Caro Osame,

Adorei seu post, mas você conhece a lei de Goodwin? "Se uma discussão na Internet se prolonga por algum tempo, a chance de aparecerem comparações envolvendo Hitler ou nazistas se aproxima de 100%."

Um abraço!

Dedalus disse...

PS: o certo é lei de Godwin...

Dedalus disse...

Caro Osame,

And, by the way, eu escrevi algo sobre o assunto também.

Um abraço!

luisbr disse...

Eu também lembrei da Lei de Godwin. :-)
-
Anyway... os comentários do Osame são interessantes.