Ocorreu um erro neste gadget

domingo, junho 20, 2010

Criacionismo Nova Era

Vou violar a regra de não alimentar trolls. É que aparentemente o leitor César Reis exemplifica um novo tipo de criacionismo, que não tem origem no fundamentalismo cristão, judeu ou muçulmano, mas sim em um fundamentalismo Nova Era.

Assim, vou tentar responder parágrafo por parágrafo.

Prezado Osame:

Não sei de onde você tirou este fantástico e massificador placar de 98% para teólogos cristãos favoráveis ao evolucionismo darwinista. Poderia indicar-me a fonte da pesquisa? E quantos seriam esses teólogos: 10, 15, 23? E de onde seriam os teólogos: do Brasil, da Tanzânia?

É tudo muito simples Osame, os céticos de modo geral fazem de tudo para provar suas teorias materialistas, inclusive mentir. Se você se der ao trabalho de num dia desses prestar atenção aos pastores evangélicos na TV – a grande maioria, senão todos, são teólogos – verá que são pelo criacionismo.

César, estou considerando os teólogos profissionais, ou seja, o pessoal com pós-graduação em teologia, e não os pastores de TV que, se tanto, teriam apenas o bacharelado (na verdade, a imensa maioria deles não tem nem o bacharelado...). Assim como é melhor discutir cosmologia com cosmólogos proficionais em vez de professores do Telecurso 2 grau, acho que devemos discutir teologia com teólogos profissionais e scholars em vez de amadores, você não acha?

Dou a seguir uma lista de teólogos suficientemente famosos para constarem na wikipedia. Daí o César pode verificar a biografia de um por um e contar o número de teólogos criacionistas. Talvez encontre menos que 2%...

20th century

[edit]21st century



E há fortíssimas correntes do clero de ambos os lados que não aceitaram nem a pseudo aproximação e nem a homenagem esquisita ao Darwin, muito menos a teoria evolucionista (sempre a teoria, nunca provas concretas como amam os céticos. Paradoxo, não?). Não estou mentindo feito muitos céticos, é só pesquisar que achará. Se tiver dificuldades eu busco para você, mas antes, por favor, pesquise.

OK, César, pesquise e me mostre quem são as fortíssimas correntes do clero Católico e Anglicano que são criacionistas. OK, tem a Opus Dei, é fortíssima... em termos políticos, não em termos teológicos... Me parece que apenas a extrema direita da Igreja é criacionista...

Vou lhe dar uma boa dica: No livro “O Monoteísmo Bíblico e os Deuses da Criação” de Rayom Ra, publicado no Scribd, há o seguinte na pg 13:

“O próprio Eugene Dubois concluiria numa fase posterior de sua vida que a calota craniana de seu amado Pithecanthropus, pertencia a um grande Gibão, um símeo que os evolucionistas não consideram esteja tão intimamente relacionado aos humanos.” (A História Secreta da Raça Humana – Michael A. Cremo e Richard I. Thompson”.

Rayom Ra... rs.... OK, OK. Dado que houve meia duzia de fraudes na história da Paleontologia, ela está completamente errada, certo? Um argumento de uma lógica profunda. E como na história da Física houve bem mais que centenas de descobertas fraudadas, a Física está errada completamente, concorda? Agora, parece que o Dr. Ra está confundindo o Pithecantropus com o Homem de Piltdown (ver aqui), dado que o Pithecantropus de Dubois não é arrolado como fraude científica, ver aqui.

E há outras falcatruas e montagens mentirosas como de Teilhard de Chardin a que já me referi e da tal Lucy. Dê uma olhadinha, não custa nada. O link todo do autor: é http://www.scribd.com/Rayom%20Ra. Se der “oops ...” clique no “take me back home” que abre lá a página.

César, acho que Lucy também não é considerada fraude científica, ver aqui.

Quanto aos biólogos evangélicos, é brincadeira desses malucos. Só pra começar e não fugir da regra do dízimo veja o que colocaram:
“Make a Donation Support BioLogos by making a contribution or supporting a project.”

Está explicado.

César, o biólogo evangélico maluco que defende o Darwinismo e que fundou a Fundação Biologos é Francis Collins, diretor do National Institutes of Health, o CNPq das pesquisas em Medicina dos EUA... Ver aqui.


5 comentários:

disse...

Não alimente os trolls. Nada doque disseres será considerado por este senhor. Mas é importante que seja dito, as pessoas que não seguem dogmas agradeçem.

Cesar Reis disse...

É, Osame, você me apresenta uma relação de três ou quatro dezenas de teólogos e quer que eu creia que eles podem representar a sapiência espalhada em mais de 2 bilhões de cristãos por todo o planeta.

Obrigado por sua humilde referência ao troll. Vocês são sempre os mesmos, acham que sabem mais porque leram mais e quando lhes interessam se apóiam em estatísticas.

Por que eles são teólogos saberão eles mais que outros seguidores, pesquisadores, padres, pastores ou leigos? Será? Por que têm títulos honoríficos são o Alfa e Ômega das religiões cristãs? Será? Por que bandearam para as fábulas darwinistas, estão no caminho certo? Será mesmo? Há muitos, muitos teólogos que continuam criacionistas. Mas você não vai me pedir uma relação, vai?

E sinto muito desapontá-lo, Osame, porque céticos dão valor demasiado ao laboratório e depois vivem a se corrigir. E dizem que tudo é válido até erros crassos. Desculpem nossa falha, e tudo bem, vamos para outra experiência cética!

O que se sabe de concreto sobre o evolucionismo senão que há um calhamaço de teorias que estão sempre mudando e nunca chegam a lugar algum? O que há de concreto sobre o evolucionismo, Osame? São tudo teorias inconsistentes apesar da pose de doutores dos céticos e aficionados das teorias científicas.

Tanto são teorias que estão brincando de cabra cega. Que você acha do professor Sem Chang que ao estudar as sequências do DNA defende que as sequências não codificadas responsáveis por 97% do DNA humano são códigos genéticos de vidas alienígenas. Como se sabe, elas são comuns em todos os organismos vivos que conhecemos. O chefe do grupo do Projeto Genoma Humano fez ainda a revelação assustadora de que as cadeias alienígenas vigorando no DNA humano com suas próprias veias e artérias, possuem um sistema próprio imunológico que resiste a qualquer tipo de droga anticancerígena até hoje experimentado. Acredita o professor Chang, pelas constatações da ciência genética, que a evolução humana não aconteceu da maneira como geralmente se pensa.

Ele é cientista e não acredita no darwinismo como é contado. Quem estará certo? Voto nele!

Quanto a você dizer que meia dúzia de fraudes não invalidam a paleontologia, você deve estar brincando! Estamos falando de criacionismo e não de dinossauros. São coisas seríssimas que vocês, teóricos, fazem questão de minimizar ou fingir que não existem. A propósito, quanto à confusão de o Pithecantropus e o Pitdown no livro do Dr. Rayom Ra, você não leu direito, e aponta outra fonte ou afirma por si mesmo, mas não é isso que afirmam vários outros pesquisadores e o consagrado Richard I. Thompson – também da ciência!. Mas tudo bem, vale a pena ignorar isso e aclamar mais uma das dezenas de teorias darwinistas que morrem mesmo na praia.
Abraços.

Cesar Reis disse...

Zé Troll:

Deixe de ser papagaio de repetição e veja se aprende a escrever Português antes de qualquer coisa.

Agradecem não tem cedilha, ô Pithecantropus.

Osame Kinouchi disse...

Prezado César: dos 14 aos 18 anos eu tive uma fase criacionista. Ou mais ou menos isso, pois eu lia Erik Von Daniken, Peter Kolosimo, Powells e Bergier etc. Acho que li todos os livros sobre Deuses Astronautas publicados na época. Eu gostava muito das teorias conspiratorias e de combater os "cientistas céticos ortodoxos". Eu era lider de um grupo de estudos de Parapsicologia e Ufologia. Também pertencia à liderança jovem da minha igreja (fui vice-presidente da Federação de Jovens da V Região da Igreja Metodista).

Só que eu cresci. E isso não vai mudar. Eu não vou me reconverter à Nova Era ou ao fundamentalismo cristão. Logo, acho que você não vai conseguir me convencer. Mas fica a dúvida. Por que tanta raiva em seu discurso, tanta angustia, tanta falta de educação, uma atitude nada cristã? Será que você está enfrentando uma crise de fé? Se está, não se preocupe. Você irá sobreviver a isso e, um dia, rir das besteiras que você fez na juventude... A Paz do Senhor!

Cesar Reis disse...

Osame, já conheço esse mesmo discurso de ex-esotéricos e ex-cristãos e agora céticos irreversíveis.

Acho que você está exagerando mais uma vez. Noto sim, tanto em você como noutros colegas arautos da ciência, não a preocupação de tratar somente dos assuntos científicos, porém muito mais em buscar desmistificar as religiões e o esoterismo, segundo suas visões, claro.

Há no ceticismo sim, uma manobra visível contra aquilo que não conseguiram entender, ou não aceitaram, ou não foram devidamente instruídos quando se interessavam. E isso os faz destilar sempre um veneno aqui, outro ali e desmerecer a fé religiosa e o conhecimento esotérico. Vejo céticos trocarem sempre mútuas delicadezas e ironias quando se mostram diariamente intolerantes com as religiões e os movimentos esotéricos. Como se a sabedoria somente existisse na ciência concreta.

A comunidade cética coloca-se sempre acima, precursora de um novo mundo, uma nova e invencível era científica laboratorista e experimental e desmerecem os conhecimentos místicos de outrora, aos sábios que justamente através de sacerdotes e iniciados nos legaram as bases fundamentais da química, da física, da matemática, da astronomia, da astrologia e tantos outros elementos da ciência que os céticos desenvolveriam milênios depois quando a humanidade se libertava da escravidão do clero negro. E por que isso, senão uma raiva incontida contra a sabedoria de antanho?

Quando se diz que Platão, Aristóteles, outros sábios e profetas bíblicos foram iniciados no Egito e lá aprenderam toda a sabedoria religiosa ou gnóstica que depois professariam, bem como os princípios da matemática, astronomia e de outras ciências, os céticos riem, debocham e desmentem com a maior cara de pau. Acham que os gregos platônicos e neo-platônicos aprenderam e ensinaram simplesmente meditando e refletindo, por pura abstração. Quem faz isso sem princípios fundamentais? Nem Buda conseguiu sozinho quando alcançou o Nirvana, pois precisou aprender dos eruditos anacoretas, e Cristo se aproveitou da sabedoria de Buda. Certo?

A ciência é necessária e eu seria um estúpido camundongo (se é que camundongo é estúpido) se não soubesse disto. Porém, hoje bilhões vivem atrelados a ela, muito mais escravos do que senhores. Já os sábios do espírito não estão assim, utilizam-na, mas são libertos. No entanto, a ciência é também de Deus, não é absolutamente atéia por que afinal espírito e matéria são ciências, entretanto a arrogância cética não quer saber disto, e pior, cospe, amaldiçoa, debocha e despreza. É preciso que esses céticos arrebatados entendam o que seja Deus e não inventem essa bizarrice de um deus tecnológico, verdadeira heresia científica. Não se passa um dia sequer nesses blogs de ciência sem que os céticos não maldigam as religiões, a nova era, os místicos e esotéricos. Ora, há um planejamento por trás de toda a aparência objetiva, mesmo para as religiões que falharam em muitos aspectos, e para a ciência que todo dia erra e ainda assim se julga soberana. É algo superior, mas não tão sutil que a mente concreta e objetiva cética não consiga entender. Mas os céticos não querem, há uma necessidade intestina de se provarem superiores!

Estou em paz prezado Osame, não destilo veneno como os céticos, digo diretamente que os céticos são mal-educados, abusados e arrogantes e estão enganados quando se baseiam em teólogos perdidos na materialidade da fé, porque os dogmas e limitações religiosas de tantos teólogos não lhes permitem entrar na área do oculto e conhecer a outra face do espírito, muito mais ampla e sábia, que os iniciados verdadeiros conhecem de sobra. O darwinismo é uma farsa, repito-o, e a cada ano mais se distancia de suas antigas teorias, se debatendo com novas e insossas.

Muita paz também, irmão, com Deus na mente e no coração. Não voltarei mais a lhe chatear na sua casa – já dei meu recado. E obrigado por não me ter deletado.