Ocorreu um erro neste gadget

sábado, novembro 14, 2009

Lições da segunda temporada da gripe suína nos EUA


O que o Brasil pode aprender com a segunda temporada de gripe suína nos EUA.


1. A gripe não é sazonal (ainda), ou seja, o forçamento externo providenciado pela variação de temperatura ainda não teve tempo de deslocar a fase das epidemias (representadas por um oscilador extendido tipo modelo SIRS).

2. Isso significa que provavelmente a gripe irá chegar mais cedo (como está acontecendo com os EUA, em vez de chegar na época da gripe sazonal). Se acontecer no Brasil o que está acontecendo nos EUA, teremos um pico epidemico no outono, e não no inverno.

3. O suprimento de vacinas será insuficiente para conter o pico epidêmico.

4. O sistema de saúde, pressionado, irá entrar em colapso (especialmente o setor de tratamento intensivo).

5. Se o Brasil tiver um sistema de notificação tão sofisticado quanto o americano, então o número de óbitos está sendo subestimado por um fator quatro. Se o sistema brasileiro for pior, então a subestimação é maior.

6. Ou seja, fazendo uma pequena extrapolação dos eventos dos EUA (e corrigindo por um fator proporcional à população), teremos por volta de 100 mil internações de estados graves e 8 mil mortos (oficiais) nesta segunda temporada. Sim, eu sei, isso é um chute - ou melhor, um educated guess de um físico estatístico (e alguns blogueiros meus amigos já aprenderam a não fazer apostas com físicos estatísticos). O número de óbitos reais deverá ficar na casa dos 40 mil mortos.
PS: Caso o Igor do blog 42 ou o Carlos Hotta do Brontossauros em Meu Jardim discordem dessas afirmativas, eu terei o maior prazer em fazer uma "discussão pública" com eles, a ser finalizada nos bares do III EWCLiPo. Hummmm, eu achei este artigo aqui com as previsões para a gripe suína Hotta e do Átila. Muito divertido!



28/10/2009 - 14h55



Malia e Sasha Obama, as filhas do presidente americano, foram vacinadas contra a gripe suína, denominada oficialmente gripe A (H1N1), anunciou uma porta-voz da primeira-dama, Michelle Obama, no blog da Casa Branca.


O casal presidencial, por outro lado, deverá esperar para receber sua imunização, já que não faz parte de uma faixa da população americana com prioridade --grávidas, pessoas com saúde frágil e jovens com menos de 24 anos.


30/10/2009 - 19h06


Obama está frustrado com fabricantes de vacinas contra gripe suína

Uma disputa entre o governo dos Estados Unidos e fabricantes da vacina contra a gripe suína --como é chamada a gripe A (H1N1)--, chegou ao ápice nesta sexta-feira quando o presidente Barack Obama manifestou frustração pelo ritmo lento de produção.


Autoridades federais reduziram suas estimativas iniciais sobre a quantidade de vacinas que disponível de 40 milhões de doses até o fim de outubro para 26 milhões até esta sexta-feira.




Anne Schuchat: these estimates will give a single number and then a range, a lower and upper estimate around each number. And I want to tell everyone who is rapidly taking notes that the numbers I’m going to give you are under the CDC website under media information place. So for April through October 17th, we estimate the 22 million people have become ill from pandemic influenza. We estimate 98,000 people have been hospitalized so far through October 17th. And the upper and lower estimates on hospitalizations are from 63,000 to 153,000. We estimate that 3,900 people have died so far in the first six months of the pandemic from this virus. And the estimates there are from 2,500 up through 6,100 people having died so far.


We’ve been talking a lot about this pandemic being a younger person’s disease, that it's disproportionately affecting children and young adults and relatively sparing the elderly, very different from seasonal flu. So I also want to give you some estimates for cases, hospitalizations and deaths for different age groups. So in children under 18, we estimate 8 million children have been ill with influenza, 36,000 hospitalized, and 540 children have died from this pandemic influenza. In the first six months of the pandemic for adults 18 to 64 years of age, we estimate 12 million cases, 53,000 hospitalizations, and 2900 deaths. For people 65 and over, we estimate about 2 million cases, 9,000 hospitalizations and about 440 deaths.


That’s a lot of numbers. Again, I remind thank you we've posted those numbers on our website so you can look in more detail. The website also has additional information about the methods that were used to derive these estimates for those who are interested. We will be updating the toll that the pandemic has taken these estimates about every three to four weeks. We don't think we'll be able to do this every week because it takes some time for information to be filled in, chart reviews involved and other data collection but we're expecting about every three to four weeks to be able to update you on the full illness, hospitalizations and deaths the virus has had.

Nenhum comentário: