Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, novembro 16, 2009

EUA: crianças morrem seis vezes mais com gripe A


Bem escondidinho no último boletim disponível do Ministério da Saúde (19/outubro/2009) temos a informação de óbitos.

Entre os 17.219 casos confirmados de influenza pandêmica, 1.368 (8%) evoluíram para óbito. Cabe destacar que o acréscimo no número de óbitos em relação ao último boletim refere-se aos casos antigos de SRAG que tiveram confirmação laboratorial e que foram atualizados no SINAN. Segundo a data dos óbitos por influenza pandêmica, 53% (720/1.368) ocorreram entre 16 de julho a 16 de agosto de 2009 (Gráfico 6).
Outras informações:

EUA: crianças morrem seis vezes mais com gripe A

Números do CDC comparados com o registo de mortes da gripe sazonal


Quase quatro mil (3900) norte-americanos morreram com gripe A entre Abril e Outubro deste ano, entre os quais 540 crianças, informaram esta quinta-feira as autoridades sanitárias dos EUA, citadas pelo El País.

A média de crianças falecidas durante uma temporada normal de gripe sazonal é de 82, pelo que a taxa de mortalidade infantil sextuplicou.

Segundo o Centro de Prevenção e Controlo de Doença (CDC), esta é a pior temporada de gripe desde que há controlo de números (1997).

O vírus H1N1 já infectou 22 milhões de pessoas nos EUA, sendo que 98 mil tiveram de ser hospitalizadas. Oito destes 22 milhões eram crianças.

Com a gripe sazonal, 90 por cento das mortes correspondiam a pessoas com mais de 65 anos. Com a gripe A, 90 por cento das pessoas infectadas são adultos jovens e crianças.



Nenhum comentário: