Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, setembro 08, 2009

Mudanças climaticas: Coloque espelhos no telhado de sua casa!

Achei a idéia de colocar espelhos nos telhados interessante. O que impede se colocar espelhos em cima das telhas (especialmente das de eternit, que não refrescam as casas)? Seria a corrosão? Proponho tirar patente de telhas-espelho e fundar uma empresa de (alta ou baixa?) tecnologia que produza telhas-espelho robustas e duráveis. Se algum empresário (com capital!) se interessar, eu posso fazer um projeto para a FAPESP...


Britânicos defendem uso de árvores artificiais para reduzir carbono

Relatório de instituição de engenharia sugere que é o método mais prático e barato de remover CO2.

Da BBC

Tamanho da letra

Foto: Institution of Mechanical Engineers/London
Por US$ 20 mil (R$ 37 mil), uma única árvore artificial poderia remover o CO2 emitido por 20 carros. (Foto: Institution of Mechanical Engineers/London)

Cientistas britânicos afirmam que o método mais prático e barato de reduzir as emissões de dióxido de carbono na atmosfera é o uso de árvores artificiais.


Em um relatório publicado nessa semana pela Instituição Britânica de Engenheiros Mecânicos, os engenheiros afirmam que por US$ 20 mil (R$ 37 mil), uma única árvore artificial poderia remover o CO2 emitido por 20 carros.


A Instituição afirma que outros métodos potenciais, como o uso de espelhos defletores no espaço, são pouco práticos e demasiadamente caros para serem implementados.


Segundo os engenheiros, as árvores artificiais, que medem cerca de 12 metros de altura, ainda são um protótipo, mas quando finalizadas, poderiam ser instaladas ao longo de rodovias ou perto de turbinas de ar no mar.


As árvores trabalham capturando o CO2 do ar através de um filtro. Depois disso, o carbono seria removido e armazenado. O relatório sugere ainda que novas tecnologias para armazenagem de CO2 continuem a ser desenvolvidas em paralelo ao projeto das árvores.


Uma das sugestões dos cientistas é que o CO2 capturado pelas árvores artificiais poderia ser liquefeito e enterrado no subsolo, talvez em antigos poços de petróleo.


"As árvores artificiais já estão no estágio de protótipo e o design já está avançado em termos de automação e dos componentes que serão usados", disse à BBC Tim Fox, principal autor do documento.


De acordo com ele, as árvores podem ser produzidas em massa em pouco tempo.


Opções
A equipe de engenheiros sugeriu ainda outro método para capturar carbono - a instalação do que chamam de "fotobiorreatores de alga" nos prédios.


Segundo os cientistas, os fotobiorreatores seriam recipientes transparentes que contêm algas que poderiam remover o carbono da atmosfera durante a fotossíntese.


O relatório cita ainda um terceiro método, que se concentra na redução da radiação solar pela reflexão da luz do Sol de volta ao espaço. De acordo com o documento, o modo mais fácil de adotar esse método seria instalar telhados refletores nos prédios.


Os engenheiros afirmam que os três métodos sugeridos no relatório foram escolhidos porque são tecnologias de baixo consumo de carbono e não aumentam ainda mais o problema das emissões.


Além disso, eles afirmam ainda que as três opções são práticas e possíveis com o uso da tecnologia já disponível.


Geoengenharia

Apesar disso, o grupo ressalta que os métodos ainda precisam de pesquisas e estudos.


Para isso, o grupo pediu ao governo britânico um investimento de 10 milhões de libras (cerca de R$ 30,5 milhões) que seriam destinados à análise sobre a eficácia, os riscos e os custos dos projetos de geoengenharia.


"Acreditamos que a geoengenharia prática que estamos propondo deva ser adotada e se torne parte de nossa paisagem em cerca de 10 ou 20 anos", disse Fox.


De acordo com ele, porém, a geoengenharia não deve ser vista como única opção para o combate ao aquecimento global.

2 comentários:

none disse...

Colocar espelhos não pode criar problemas para a aviação ao refletir a luz solar?

Já vi várias casas com o telhado completamente coberto por papel alumínio. Não sei o motivo (se é para dedetização ou para climatização).

[]s,

Roberto Takata

Lahierba Canta disse...

Descobri recentemente o que é esse tal de CSS (Carbon Capture and Storage) e fiquei chocada. Como pessoa sem formação técnica, mas com um vasto horizonte de interesses afirmo que é o tipo de idéia que tem tudo para dar errado e provavelmente vai dar errado! O investimento é altíssimo, e até os maiores interessados (grandes indústrias poluidoras) consideram que o CSS que ainda é um "sonho distante". Como disse um amigo meu: "Tudo, menos baixar as emissões". Prefiro mil vezes a idéia das telhas de vidro ou dos telhados verdes aos piscinões subterrâneos de CO2.