Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, setembro 09, 2009

Blog do Noblat: como mentir dizendo apenas a verdade


Eu estou ensinando @s meus/inhas alun@as de Estatística Aplicada à Educação como detetar abusos de estatística (erro produzido com má fé) e erros metodológicos nos jornais e blogs noticiosos. Hoje observei um abuso estatístico flagrante, do conhecido Blog do Noblat:



A pesquisa CNT/Sensus também revelou que a rejeição da ministra Dilma Rousseff e da senadora Marina Silva (PV-AC) está no limite.


* 37,6% dos entrevistados não votariam em Dilma.
* 39% não votariam em Marina.


Para o diretor do instituto Sensus, Ricardo Guedes, nenhum candidato é eleito quando sua rejeição chega à casa dos 40%.


Quem também ficou no limite é o candidato Ciro Gomes (PSB-CE). Heloísa Helena (PSol-AL) e Antônio Palocci (PT-SP) ultrapassaram a marca de 40%.


* 39,9% dos entrevistados não votariam em Ciro.
* 43% não votariam em Heloísa Helena.
* 45,8% não votariam em Antônio Palocci.


A dupla tucana, José Serra e Aécio Neves conta com a menor rejeição,
* 29,1% dos entrevistados não votariam em José Serra.
* 26,3% não votariam em Aécio Neves.


A manchete ilustra a máxima do jornalismo: "Mentir dizendo apenas a verdade".


Dilma e Marina estão perto da taxa de rejeição máxima: verdade

Mas Ciro, Heloisa Helena e Palocci já ultrapassaram essa margem!


Outras possíveis manchetes (verdadeiras mas enganosas) com os mesmos dados:


Aécio sofre menos rejeição que Serra


Quase 30% do eleitorado não votaria de jeito nenhum em Serra


Palocci é o candidato mais rejeitado

O que é que isso, Noblat? É assim que você ensina a ser jornalista em seus livros?
oOo


Os números de taxa de rejeição da pesquisa CNT/Sensus (não achei o site original, achei os dados aqui).


Para 7,7% dos entrevistados, Aécio Neves é o único candidato em quem votariam; para 29,1% um candidato que poderiam votar; 26,3% não votariam de jeito nenhum e 30,2% não conhecem/não sabem quem é.

Para 1,9% dos entrevistados, Antonio Palocci é o único candidato em que votaria; para 16,5% um candidato quem poderiam votar; 45,8% não votariam de jeito nenhum e 29,6% não conhecem/não sabem quem é.

Para 4,9% dos entrevistados, Ciro Gomes é o único candidato em quem votariam; para 35,6% um candidato quem poderiam votar; 39,9% não votariam de jeito nenhum e 13,2% não conhecem/não sabem quem é.

Para 11,3% dos entrevistados, Dilma Rousseff é a única candidata em quem votariam; para 27,3% uma candidata quem poderiam votar; 37,6% não votariam de jeito nenhum e 17,1% não conhecem/não sabem quem é.

Para 5,5% dos entrevistados, Heloísa Helena é a única candidata em quem votariam; para 28,0% uma candidata quem poderiam votar; 43,0% não votariam de jeito nenhum e 16,6% não conhecem/não sabem quem é.

Para 20,2% dos entrevistados, José Serra é o único candidato em quem votariam; para 39,7% um candidato que poderiam votar; 29,1% não votariam de jeito nenhum e 5,2% não conhecem/não sabem quem é.

Para 3,9% dos entrevistados, Marina Silva é a única candidata em quem votariam; para 16,9% uma candidata que poderiam votar; 39,0% não votariam de jeito nenhum e 33,3% não conhecem/não sabem quem é.

3 comentários:

none disse...

Os dados da pesquisa aqui:
http://www.cnt.org.br/portal/webCNT/page.aspx?p=3f0f966a-00bb-4398-8e6b-1d1c18dd0c41
--------------

[]s,

Roberto Takata

Anônimo disse...

Você pode não ter gostado do título, mas ele é muito mais adequado do que qualquer das opções que você sugeriu.
Na verdade, professor, vou aproveitar para te ensinar alguma coisa sobre análise de dados (que depois o senhor pode transferir para as suas alun@s): é preciso pensar sobre o significado das informações. Por exemplo, é impossível nessa pesquisa alguem rejeitar um candidato que ele não sabe quem é (as opções são exclusivas).
Assim, a conta que faz mais sentido é: qual é a taxa de rejeição de cada candidato dentre o universo das pessoas que o conhecem (e que responderam à pesquisa que, para todos os candidados, corresponde à ~93% dos entrevistados).
O resultado, para sua agonia, é que a sua candidata (Marina Silva) é a vice-campeã do "quem te conhece não te compra" (com 65% de rejeição consciente), só superada pelo Palocci (71%) que não cogita ser candidato.
A propósito, no duelo Aécio/Serra, a rejeição consciente do Serra é bem menor (33% x 42%). Viu só, pensando um pouco no significado das coisas fica claro que um bom título para a matéria seria: "Serra é o único candidato com rejeição consciente abaixo do limiar"

Osame Kinouchi disse...

Anonimo, eu fiz uma conta parecida, e concordo com vc sobre o argumento de o que é importante é a fracao de pessoas que me conhecem e que me rejeitam,Talvez seja interessante dfalar isso para o Noblat,.. Eu ia esperar a proxima pesquisa para analisar melhor.

Mas nao sei se isso é relvante para a reclamacao do post:

Quem também ficou no limite é o candidato Ciro Gomes (PSB-CE). Heloísa Helena (PSol-AL) e Antônio Palocci (PT-SP) ultrapassaram a marca de 40%.

Como eu disse, falar que marina está com 39% na manchete é verdade, mas esconder no texto de que Ciro, HH e Palocci estao pior, é abuso de estatistica.

A menos que vc use o raciocinio que usou (mas isso teria que ser melhor trabalhado, porque talvez quem nao conhece a Marina seja a classe D e D, e quando vierem a conhece-la, sua taxa de rejeicao nao sera a mesma que na classe B e A.

Inflelizmente Noblat nao usou tais consideracoes estatisticas para escrever sua manchete. Logo, elas nao podem justifica-lo a posteriori... sinto muito.