Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, junho 30, 2009

O milagre dos números da gripe suína


Gráfico: o dia 1 corresponde a 7 de maio. O comportamento exponencial sugere que a marca de um milhão de casos (não necessariamente confirmados) será atingida por volta de 10 de agôsto. Um número que é compatível com o caso americano, onde a marca de 1 milhão de casos foi atingida no final de junho (três meses depois dos primeiros casos).

A gripe suína no Brasil apresenta estatísticas milagrosas. Por exemplo, em pleno deslanche da epidemia, não foi confirmado nenhum caso na segunda-feira (o número de 625 se refere na verdade ao domingo). E hoje, terça-feira, também não foi confirmado nenhum caso em São Paulo (que tem 308 casos). Ou seja, o pessoal do Emílio Ribas está reclamando a toa, deve ser falsa a informação de que o atendimento no pronto socorro do hospital triplicou. Em comparação, o Reino Unido confirmou 1500 casos nos últimos três dias, em pleno verão.

Esse milagre aparece claramente no meu gráfico. O comportamento exponencial dos últimos 15 dias dá lugar a uma saturação. Algo está acontecendo em São Paulo. Será que o Serra interviu? O pessoal do Adolfo Lutz está de greve?

Ou você acredita que a gripe espontaneamente estacionou em São Paulo? Se isso aconteceu, é um fenômeno digno de entrar para os anais da medicina. Será que isso dá um paper?


Do G1:

O Ministério da Saúde confirmou nesta terça-feira (30) 55 novos casos de pessoas infectadas pelo vírus Influenza A (H1N1) no Brasil. Com os novos registros, chega a 680 o número total de pacientes infectados pela doença, também conhecida como gripe suína, no país. Até a tarde de segunda-feira (29), havia 625 casos da nova gripe no Brasil.

Veja a cobertura completa sobre a Influenza A(H1N1)

Confira os casos pelo país

Os novos registros da doença foram confirmados nos estados do Rio Grande do Sul (45), Piauí (3), Santa Catarina (3), Alagoas (1), Distrito Federal (1), Paraná (1) e Sergipe (1).

Segundo o Ministério, os números divulgados nesta tarde se referem aos resultados acumulados desde os primeiros registros de infecção no Brasil, no dia 8 de maio. “A quase totalidade desses pacientes já recebeu alta ou está em processo de recuperação”, destaca nota enviada pelo órgão.
PS: Sugestão para o Ministério: parar de usar termos vagos. "A quase totalidade significa quanto? 95% ? 99%? Se for 99% que já recebeu alta e está em processo de recuperação, isso significa que 1% não está em processo de recuperação: uma taxa bastante alta por sinal...

Nenhum comentário: