Ocorreu um erro neste gadget

domingo, janeiro 04, 2009

Reportagem sobre EWCLiPo


Apenas hoje localizei esta reportagem da Angelita Beatriz, que compareceu ao I EWCLiPo.


Blogueiros discutem a importância da divulgação científica

Responsável / Fonte..:Angelita Beatriz
Publicado em.......:23/12/2008

O 1º Encontro de Weblogs Científicos em Língua Portuguesa realizado em Campus da USP reuniu blogueiros para falar sobre divulgação de Ciência e Tecnologia. Eles também discutiram a qualidade da informação e o uso de Blogs como ferramenta para difusão científica. Confira a entrevista dos blogueiros:

Reinaldo José Lopes é jornalista formado pela ECA-USP, escreve sobre biologia evolutiva na coluna semanal do Portal G1. No formato de blog, “Visões da Vida” trata da evolução de maneira geral, explicando a teoria da evolução e sua relação com o cotidiano.

Como trabalhar esse assunto que tem uma linguagem técnica de maneira que se torne palpável ao leitor?
Reinaldo Lopes: O objetivo é empregar uma linguagem simples, sem os termos usados nos artigos de pesquisa e sem perder a precisão. O recurso que eu mais uso são metáforas que ajudam o leitor a entender o conceito científico. Por exemplo, quando eu vou falar dos nucleotídeos do DNA, eu me refiro às letras químicas que fazem a seqüência do DNA. Porém, tem que tomar cuidados porque, às vezes, a metáfora não é muito precisa e pode distorcer a realidade. Eu também uso muito o humor para tentar aproximar o assunto ao cotidiano do leitor. Procuro tornar aquilo o máximo possível divertido e mostrar coisas engraçadas que existem na ciência para desmistificar a idéia que ciência é uma coisa chata e que as pessoas comuns não conseguem entender. Se você consegue comparar um processo muito complicado num evento do dia-a-dia isso, obviamente, fica mais fácil para o leitor compreender.

E a população tem interesse em saber sobre Ciência e Tecnologia?
Reinaldo Lopes: A gente está vivendo um momento complicado, principalmente na internet, com a exclusão digital, pois tem muita gente com acesso à informação, mas com pouco preparo para entender os conceitos, o que gera incompreensão e impaciência do leitor que fala que não entendeu nada e isso não tem ligação com a vida dele. Isso acontece muito na minha área que é jornalismo cientifico. Por outro lado, as matérias que aparentemente não tem nenhum impacto no cotidiano, como descoberta de uma nova espécie de cobra, atraem uma atenção absurda. Às vezes mais de um milhão de pessoas clicando na mesma matéria, o que mostra uma dualidade. Existe muito interesse latente, as pessoas têm uma curiosidade natural sobre o mundo, mas ao mesmo tempo tem muita dificuldade em lidar com a linguagem e com o conteúdo, até mesmo por conta do preconceito arraigado.

Qual a importância de divulgar Ciência e Tecnologia?
Reinaldo Lopes: Não dá para você ser cidadão hoje sem ter pelo menos compreensão, seja do potencial da ciência ou dos assuntos relacionados, como pesquisa com células-tronco e alimentos transgênica, que têm impacto na nossa vida.

O blog é uma ferramenta para difundir a Ciência e Tecnologia?
Reinaldo Lopes: É uma ferramenta potente pela interação direta com o público que lê. Através dos comentários, que é básico nos blogs, você tem uma resposta imediata do leitor. Você pode modificar o material publicado de acordo com o feedback do leitor. Por outro lado, qualquer pessoa pode criar um blog, de graça e usando qualquer conexão de internet. Então, democratiza o acesso de quem quer trabalhar como divulgador de Ciência e Tecnologia, mas não está ligada a um portal, jornais ou revistas.

Leandro Tessler é professor da Unicamp e ingressou na blogosfera em fevereiro de 2008 com o blog “Cultura Científica”.

Por que escrever sobre Ciência?
Leandro Tessler: Me parece muito relevante na cena Brasileira que se pense a cultura científica. O Brasil é um país onde essa cultura, principalmente nas ciências mais duras, é sempre renegada a segundo plano, uma opinião é mais importante que um dado. Eu acho que isso precisa mudar, a gente só pode se tornar um país importante quando disseminar para população a idéia que ciência é uma ferramenta importante para o conhecimento.

A população brasileira conhece e se interessa pela cultura científica?
Leandro Tessler: Interesse sem dúvida tem, o que falta na população brasileira é o acesso a Cultura científica. Nós temos professores muito mal formados, professores de ciência que não entendem a cultura científica e ensinam como arremedo. A idéia do blog é, que de uma forma descontraída e acessível, as pessoas possam resolver suas dúvidas sobre fatos diversos que parecem misteriosos, mas que são bastante simples do ponto de vista científico.

Como incentivar a ciência na escola, se os próprios professores não entendem essa cultura?
Leandro Tessler: Eles não entendem, mas gostariam de entender. Um bom caminho é suprir com fontes de informação em que as pessoas possam fazer perguntas e resolver suas dúvidas, Eu acho que ciência tem uma relação com olhar crítico do mundo. Então, no meu blog o que eu faço muito é provocar as pessoas a terem um olhar crítico, entender em vez de acreditar. A ciência tem tudo haver com isso, mentalizar e abstrair em vez de simplesmente aceita como as pessoas trazem.

Como você vê o blog como ferramenta para difundir essa informação?
Leandro Tessler: Eu acho que a revolução dos blogs vai ser comparada a Revolução de Gutenberg, isso quer dizer que o blog tira o poder dos editores. Agora qualquer cidadão com acesso a internet pode expressar suas idéias e opiniões. O que é muito bom, mas que também tem problemas, qualquer pessoa pode professar suas idéias sem filtro acadêmico. Eu acho que o blog não deve ser uma fonte primaria de informação, deve sim ter uma visão pessoal daqueles que tem uma autoridade reconhecida pelos próprios usuários dos blogs e que ajudam a gente a ver o mundo.

Qual sua expectativa para o 1º Encontro de Weblogs Científicos em língua portuguesa?
Leandro Tessler: Eu acho que a cena dos blogs na língua inglesa é muito extensa, o que falta na língua portuguesa. Em Portugal, a cena dos blogs é mais desenvolvida que no Brasil. Eu vim aqui para me divertir, eu faço isso porque eu me divirto. Eu gosto de fazer meu blog, de ler outros blogs, queria conhecer as pessoas, saber das expectativas de cada um e pensar em estratégias para poder aumentar o poder de penetração dos blogs com o público em geral.

Mauro de Freitas Rebelo é professor de Biologia Molecular Ambiental da UFRJ e escreve o blog “Você que é biólogo”.

Qual a importância de divulgar a Ciência?
Mauro Rebelo: Tudo que a Ciência prometeu nos últimos 500 anos, quando foi institucionalizada a partir Galileu, ela tem o potencial para desenvolver, não só o desenvolvimento tecnológico, mas o humano também. Eu acho que essa é a principal razão para investir em Ciência e em divulgação científica. É fundamental transformar isso em educação científica para que cada vez mais pessoas possam ter acesso a esse conhecimento e aos benefícios proporcionados. Porém, atualmente esse grupo é restrito, mas depois que esse conhecimento é traduzido para a sociedade, acaba virando um automóvel, computador, vacina, remédio... Mas em primeira mão, as pessoas que usam essa Ciência, são poucas. Por isso que para trazer mais pessoas para a ciência e desenvolvimento para o ser humano precisamos falar, escrever e viver ciência.

A população brasileira entende e tem interesse pela Ciência e Tecnologia?
Mauro Rebelo: A pesquisa do Ministério da Ciência e Tecnologia de 2007, Percepção Pública da Ciência e Tecnologia no Brasil, mostrou que a população tem interesse, mas tem pouco acesso. Parte da população nunca foi num zoológico ou num museu e a principal razão para isso não é a falta de interesse, é que não tem essas estruturas perto de casa. Então, levar a ciência às pessoas é a primeira etapa para despertar o interesse da população.

O que pode ser feito para rever essa realidade?
Mauro Rebelo: Existem várias iniciativas localizadas, como projeto de Museu de Ciência móvel que leva o caminhão para viajar pelas cidades que não têm, além de outras iniciativas, como textos em jornais ou grupo de palestra. Eu acho que nos precisamos investir em educação científica nas escolas do ensino fundamental e médio. Ensinar como bolar experimentos ou experiências, isso tudo deve ser ensinado na escola.

Como você vê o blog como ferramenta para difundir essa informação?
Mauro Rebelo: O blog é uma ferramenta dentro de um meio democrático, a internet. Eu vejo a internet como possibilidade de gerar mais conteúdo e disponibilizar de forma mais facilmente esse conteúdo. Eu acredito que só disponibilizar a informação, como o blog, não é suficiente se as pessoas não souberem que conteúdo elas querem. Não adianta ter várias respostas acessíveis, se elas não sabem fazer as perguntas.

Um comentário:

Angelita Beatriz disse...

Osame Kinouchi, parabéns pela organização do evento. Também temos muito interesse em ampliar nossas divulgações. Para maiores informações e entrar em contato com o Hemocentro de Ribeirão Preto acesse nosso site:
http://www.hemocentro.fmrp.usp.br/projeto/index.htm