Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, janeiro 20, 2009

Comprando a briga de Reinaldo Lopes


OK, OK, todo munda sabe que para elevar o taxa de comments no seu blog, basta discutir ciência e religião (e talvez política, quem sabe mulher e futebol). Se não fosse isso, Pharingula não seria o top blog de ciências.


Assim, não é reprovável que de vêz em quando Reinaldo Lopes do G1 coloque um post mais provocativo nesta direção: ao contrário de simples agências de notícias, a função de um blog de ciências (ou qualquer coluna de jornal) é ser opinativo, levantar a discussão.


Um exemplo é este post recente  aqui.


Mas dá um desânimo ler os comentários! Eu divido as pessoas na questão ateísmo/teísmo em quatro setores, ou seja, uma primeira aproximação bidimensional de um espectro multidimensional: ateus esclarecidos, ateus não-esclarecidos, religiosos esclarecidos e religiosos não-esclarecidos.


Um das discussões mais surpreendentes é a negação por parte dos ateus de que não existem ateus não-esclarecidos (ateus fundamentalistas). A definição do Reinaldo, com a qual concordo, é a de que um ateu fundamentalista é o que defende os seguintes sete fundamentos:


1. A religião é a origem de todos os males da humanidade (The root of all evil).

2. Todas as religiões deveriam ser eliminadas da face da terra.

3. Todos os religiosos são insinceros, corruptos, intelectualmente desonestos ou retardados mentais.

4. Ficariamos muito melhor se todos os livros religiosos fossem queimados: afinal, se eles contradizem a ciência, estão errados, e se eles estão de acordo com a ciência, são supérfluos.

5. Pais que criam filhos em uma cultura religiosa cometem um crime pior que pedofilia.

6. A Inquisição matou mais gente que as bombas atômicas de Hiroshima e Nagasaki.


Assim, se você não subscreve essas afirmações, você não é um ateu fundamentalista, e simplesmente não está sendo criticado pelo Reinaldo.

Agora, a afirmativa "Não existem ateus fundamentalistas" (segundo a definição dada acima) é, por todas as evidência empíricas refutada. Afinal, basta eu achar um ateu fundamentalista para refutar a afirmação.
Assim, embora eu fique exasperado com as falácias lógicas e históricas dos religiosos que fizeram comentários no blog do Reinaldo, o que realmente me perturba é a onipresença de falácias dos ateus, porque eu tinha esperança que eles fossem mais racionais... Darei exemplo no próximo post...

PS: Vocês notaram como o Reinaldo se parece fisicamente com o jovem Darwin?

10 comentários:

Serpsico disse...

Osame vc não está esquecendo dos agnósticos não?
Durante muito tempo eu fiquei preocupada em me encaixar numa dessas categorias: céticos, ateus ou agnósticos. Pq as pessoas me perguntavam qual era minha religião e dizia que não tinha e para me explicar tinha que contar uma longa história. Um dia resolvi fazer uma pesquisa na net para saber o que os ateus e os agnósticos pensam e vi que todos pensam de forma bem diferente, e eu não concordei com a maioria. Isso é muito complicado pq existem ateus e agnósticos muito religiosos, fundamentalistas mesmo, eles pregam sua forma de pensar e não duvidam nem um pouco de suas “verdades”. Hoje ainda quando me perguntam tenho que contar minha longa história, para que as pessoas não me interpretem mal, pq a maioria delas tem uma idéia preestabelecida do que sejam os ateus e os agnósticos. Li que existem os agnósticos teístas e os agnósticos ateus, mas tenho para mim que sou agnóstica cética, mas ser agnóstica não é ser uma indecisa é um posicionamento tb que considero não extremista. Se vc conhecer mais algum agnóstico cético me fala tá?

Vitor Pamplona disse...

Existem várias classificações, vide Wikipedia. Eu sou um agnóstico pragmático. A existência ou não de Deus não me importa. :)

Em outras palavras. Deus não fez, não faz e nunca vai fazer diferença na minha vida, ele existindo ou não.

[]s

Sandra Goraieb disse...

Interessante o post e os comentários. Já vou dormir mais tranquila sabendo de não estar na lista negra do Reinaldo Darwin, hahahaha...
Ah, outra coisa que dá ibope em um blog são shampoos sem sal (!). Curiosamente é o post mais acessado do meu, seguido por colesterol. :)
Osame, mandei ontem na sua conta. Se você não recebeu a e-mail, mande por favor na Cx Postal 839, CEP 13140-000 Paulínia. Abração

Sandra Goraieb disse...

Ai, que inveja (no bom sentido da palavra). Aproveite bastante e fique tranquilo!

luisbr disse...

Ufa! Sou um ateu não fundamentalista.
Mas não me apelido de agnóstico pra fugir dessa raia.
Tá... só sou agnóstico se algum chato pergunta se sou ateu. (pra não ter que explicar pela milésima vez todos os detalhes do ateísmo. :-))

luisbr disse...

Opa... shampoo sem sal! Vou escrever sobre isso! :-)

Serpsico disse...

Quando quero fugir da raia digo que tenho religião, a Umbanda. Funciona, as pessoas dão um sorriso sem graça e caem fora.

Reinaldo José Lopes disse...

Ô loco, professor. Eu tô com tanta entrada no cabelo assim? Acho que preciso voltar à finasterida :oP

Pedro Vieira disse...

=] Não sou fundamentalista, uhu!!

1. A religião é a origem de todos os males da humanidade (The root of all evil).

R: Não concordo! =]


2. Todas as religiões deveriam ser eliminadas da face da terra.

R: O que deveria ser eliminado é o nazismo/facismo e todas as ideologias fundamentalistas e agressivas, inclusive do pseudo-ateismo ("pseudo" porque ateismo é somente a não crença em divindade, o que for adicionado a isso já é outra coisa) =]


3. Todos os religiosos são insinceros, corruptos, intelectualmente desonestos ou retardados mentais.

R: Tenho uma lista enorme de religiosos que deram grandes contribuições a humanidade que não caberia no comentário.


4. Ficariamos muito melhor se todos os livros religiosos fossem queimados: afinal, se eles contradizem a ciência, estão errados, e se eles estão de acordo com a ciência, são supérfluos.

R: Confesso que livros religiosos não tem nenhum valor para mim, mas tem para outros então eu devo respeitar!

Obs: Pseudo-ateus são ecologicamente incorretos. Porquê? Árvores utilizadas para fazer -> Livros queimados para aumentar -> Aquecimento Global ¬¬ meninos maus!


5. Pais que criam filhos em uma cultura religiosa cometem um crime pior que pedofilia.

R: Porquê? O.o' ficaram doidos? Uma coisa é criar sob religião ensinando moralidade e ética, outra é treinar futuros homens-bombas ou preconceituosos.


6. A Inquisição matou mais gente que as bombas atômicas de Hiroshima e Nagasaki.

R: Ok: Quero saber quem é que tá fazendo contagens de corpos de massacres que ocorrem até hoje por diversos motivos?

Paz!!

Luiz Antonio disse...

Pedro Vieira,

Não pude deixar de rir muito com o bom humor de seu comentario, que, fora racional e ciente, consciente e inteligente. Sem deixar de dizer que, respondeu em numero certo, sob grau exato às questões levantadas no poste.

...so faltou dizer uma coisa: as revoluções esquerdistas matou muito, mas muito mais que qualquer inquisição...haja visto os assassinatos genocidas das revoluções russa, chinesa, cubana e, se aliadas na classificação de sistemas totalitaristas, como o comunismo é, poderemos até mesmo juntar o nazismo nesta panelada...fora a cartilha de marx, stalin e outros desvairados que deixaram rastro de cursinho de "como matar a quem te é contrário"...que ainda levará muitos a morte.

Parece que o autor se confunde em certos conceitos e fatos da história...ou será que quer reescreve-la? Se for esquerdopata, sem dúvida é pela segunda opção.

Parece ser do tipo que pensa em bloco e, neste caso, so mesmo com bom humor.