Uma verdade inconveniente

Post do Roda de Ciência


Ok, ok, eu sei que devia ter assistido ao documentário do Al Gore antes, mas quem tem quatro filhos disputando a televisão que atire a primeira pedra. Não tenho muitos comentários a fazer, acho que todo mundo já viu e já comentou. Achei que ele enfrentou o mesmo dilema entre a complexidade da questão científica e a simplificação necessária à comunicação e ação. Por falar nisso, o achei o artigo da Wikipedia muito tendencioso e anti-Gore, acho que deveria ser editado, pois não está nos padrões de imparcialidade de uma enciclopédia.

Perguntei para Mariana, minha filha, se o documentário havia passado na escola dela. Ela me disse que não. Como estou sabendo que 6.000 escolas alemãs receberam cópias (do governo?) para divulgação e debate, fica aqui a minha sugestão (e contribuição para o debate deste mês que findou). Porque não fazer o mesmo aqui no Brasil? Ah, ok, as escolas públicas não possuem Data Show. Bom, talvez as escolas particulares possuam. Assim, se você é pai com filhos em escolas que possuam Data Show, peça para elas passarem o documentário para os alunos. Se você gosta de ação direta, você pode mesmo comprar e doar o DVD para as escolas. Que tal?

Além disso, podemos seguir algumas das sugestões colocadas no final do filme. Como eu comprei meu primeiro carro com 40 anos de idade, e mudei agora de um Corsa Sedan com ar-condicionado para um Golzinho 1.0 (eta evolução!) acho que já possuo alguns créditos de carbono. Mas certamente vou torcer para que Al Gore se candidate e vença as próximas eleições americanas... Afinal, acho que é o único político que já ouvi falar "sistema não-linear".
PS: Por favor, comentários apenas na Roda de Ciência.

Comentários

Kynismós! disse…
Boa Osame! Mas antes vou assistir pra ver se não é tendencioso, aí passo na escola em que ensino. Ah, baixei no emule. :)

Postagens mais visitadas deste blog

O SEMCIÊNCIA mudou de casa

Quem é melhor? Michel Temer, Indio da Costa ou Guilherme Leal?

Qual era a montanha mais alta da Terra antes do Everest ser descoberto?