Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, fevereiro 28, 2007

Psicofísica da Compaixão


Encontrei um novo blog com posts gerais, fotos da Angelina Jolie adolescente e também divulgação científica: 100nexos, do Kentaro Mori. Retiro dali um trecho do interessante post sobre psicofísica da compaixão:

Se eu olho para uma massa [de pessoas], nunca tomarei uma atitude. Se olhar para apenas uma, sim“. A frase de Teresa de Calcutá é citada pelo psicólogo Paul Slovic em seu paper “If I Look at the Mass I Will Never Act” (PDF) sobre o paradoxo da compaixão humana: “A maior parte das pessoas se importa e fará grandes esforços para salvar vítimas individuais cujo apelo lhe alcance. As mesmas boas pessoas contudo não raro se tornam indiferentes ao apelo de indivíduos que são ‘um entre muitos’ de um problema muito maior. Por que isto ocorre? A resposta a esta questão nos ajudará a responder a questão relacionado que é o tópico deste paper: Por que, ao longo do último século, boas pessoas repetidamente ignoraram assassinatos em massa e genocídios? (…) Isso requer explicações que podem refletir uma deficiência fundamental em nossa humanidade — uma deficiência que, uma vez identificada, talvez possa ser superada”.

Para ler mais, clique aqui.

Nenhum comentário: