Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, fevereiro 07, 2007

Entropia


Como todo pai blogueiro, é claro que coloco aqui vez por outra algum comentário sobre meus filhotes. Abaixo registro uma versão do poema da Juju, com um upgrade do pai coruja. Ok, eu sei que não fica aos pés das tentativas do João Alexandrino, mas a Juli tem apenas 11 anos...


O vento, a água e as pessoas.


No céu, o vento,
No mar, os peixes.
Na terra, as pessoas.
O vento bate em meu rosto,
a água escorre num momento sem fim
e as pessoas, como peixes, passam por mim.

E tudo é tão repetido,
isso já me incomoda.
Quero mudar, quero ser diferente.
E se eu fizer de traz para frente?

E se eu fizer de traz para frente?
Quero mudar, quero ser diferente.
Isso já me incomoda,
e tudo é tão repetido.

Por mim passam os peixes, como pessoas.
Sem fim, num momento,
escorre o vento,
e em meu rosto bate a água.
Vento, na terra.
Pessoas, no mar.
Peixes, no céu.


Um comentário:

L - ; disse...

O blog da Juju não foi considerado mas pode entrar no páreo lá do ribeirao. Agora o SemCiência já tem até 1 voto. Q possa ter muitos outros
ribeirao.org