Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, janeiro 25, 2007

Uma solução criativa para as bactérias nas esponjas de cozinha


Vendo esta notícia, fica patente a diferença entre pesquisas de alto custo dirigidas (ok, incentivadas) por agências estatais de fomento e as simples brincadeiras experimentais dos cientistas tipo "faça você mesmo na sua cozinha". Afinal de contas, quanto a este grave problema das bactérias nas nossas cozinhas, por que ninguém pensou nesta solução antes? Será que alguém consegue calcular o impacto na saúde da população, diminuição de custos hospitalares, proteção às crianças (que são mais vulneráveis a tais bactérias) etc? Que tal alguém aqui no Brasil pegar um aluno de iniciacão científica para estender o estudo para o caso de esterilização de mamadeiras? Eu não posso fazer isso porque não sou biólogo, e também não entendo nada de microondas, mas contribuí dando a idéia, isso já é alguma coisa, não é mesmo?

Da BBC:

Cientistas americanos descobriram uma nova arma contra os germes que causam o apodrecimento da comida: o forno de microondas. Colocar esponjas de lavar pratos e panelas por dois minutos dentro do forno de microondas pode matar 99% dos microorganismos, de acordo com um estudo publicado no Journal of Environmental Health. O calor, e não a radiação, é responsável pela esterilização de esponjas, disseram pesquisadores dos Estados Unidos.

Esponjas e panos de prato são freqüentes fontes de microorganismos causadores de intoxicação alimentar porque vírus e bactérias provenientes de ovos, carne e vegetais crus se propagam em condições de umidade. Estima-se que uma esponja de cozinha possa conter 10 mil bactérias, inclusive E. coli e salmonella, em pouco mais de dois centímetros quadrados.

Gabriel Bitton, um perito em engenharia ambiental da Universidade da Flórida, e seus colegas contaminaram esponjas em água suja que continha bactéria fecal, vírus, parasitas e esporos de bactérias. Em seguida, eles colocaram o material contaminado em um forno de microondas durante períodos de tempo diferentes. Depois de dois minutos com potência total, 99% das bactérias haviam sido mortas. A bactéria E. coli foi morta depois de apenas 30 segundos.
Esporos de Bacillus cereus - que são associados amplamente com vegetais e alimentos com contato com o solo e são normalmente muito resistentes a radiação, calor e substâncias químicas tóxicas - foram completamente erradicados depois de quatro minutos dentro do microondas.


Calor
Britton disse que o calor se mostrou mais fatal do que a radiação porque microondas trabalham agitando moléculas de água.
Ele recomendou que se coloque esponjas úmidas - e não secas - dentro do microondas para minimizar o risco de incêndio e que não se coloque no forno esponjas de metal do tipo bombril.
Dois minutos todos os dias serão suficientes para pessoas que cozinham regularmente, disse ele.
"Basicamente, o que constatamos é que nós podemos matar a maioria das bactérias em dois minutos."
"As pessoas costumam lavar esponjas no aparelho de lavar louça, mas se o que elas querem é descontaminá-las e não apenas limpá-las, deveriam usar o forno de microondas", afirmou.
A equipe também examinou se os microondas poderiam ser usados para esterilizar seringas contaminadas.
Constatou-se que este é um método eficaz, mas que o tempo de esterilização é muito maior: até 12 minutos para os esporos de Bacillus cereus.

Update: Na verdade, neste site em português, já se recomenda faz tempo o uso do microondas para esterilização de esponjas, tábuas de corte, panos de prato etc. Então , talvez a novidade noticiada pela BBC seja apenas a de que sua eficácia foi experimentalmente testada. Ah, mas agora entendi porque esse tipo de pesquisa não é patrocinada... Como todo mundo pode ter acesso a um microondas (R$ 324 nas Casas Bahia), este tipo de conhecimento não gera patentes...
Update 2: A Maria Guimarães, do Ciência e Idéias, também gostou da história. Veja aqui.

5 comentários:

Kynismós! disse...

Arrego! Água fervente faz o mesmo efeito.

Maria Guimarães disse...

oi osame, acabo de ver que fizemos postagens paralelas. vou pôr um linque lá no ciência e idéias. pelo visto não são só donas-de-casa que se preocupam com esponjas!
e kynismós, quero ver um teste controlado que prove que água fervente mata tantas bactérias quanto o microondas! (mas vou continuar usando o microondas que é mais fácil do que ferver água e jogar em cima da esponja num receptáculo bem limpo)

Osame Kinouchi disse...

Maria, vou colocar um link para o seu post aqui tambem. Kynismos, será verdade que agua quente tem o mesmo efeito que microondas? Precisamos lembrar que as microondas penetram no interior da esponja, enquanto que no caso da água isso não é necessariamente verdade. O site brasileiro que citei tambem diz que, no caso das tabuas de madeira para corte de carne, as bacterias se entranham nos veios profundos e não sao atingidas pela agua fervente, mas sao atingidas pelas microondas.
Ou seja, eu sei que agua fervente está mais ao alcance do povao. Mas agua fria está ainda mais na mão, e nem por isso eu vou dizer, sem dados concretos, que ela é tão eficiente quanto água fervente, apenas para dar uma de moço bonzinho lutando contra as multinacionais do gás e do petróleo (os das praticas anti-ecologicas de carvoaria)...

Kynismós! disse...

Temos aqui algo a se pensar, pois quando fervo minha esponja (usando um mergulhão e um balde) as moléculas de água (com bastante energia cinética e energia vibracional) não estão entrando por tudo que é canto da esponja (idem para as tábuas de carne)?

Olhando só para o gasto de energia o microondas parece ser bem mais econômico além do que deve "estourar" as bactérias, e custa menos que uma TV.

Cosmos disse...

E eu que só agora descobri isso? Esta postagem já data de 2007 e cinco anos depois ainda há quem desconhecesse o método do microondas. E olhe que já havia feito uma breve pesquisa sobre o assunto. (palavras chave adequadas fazem diferença).

Acho que deve ter razão quando diz que estas pesquisas ficam sem patriocínio qd não rendem economicamente. Já podiamos todos ter o hábito de "fritar" a esponja no micro-ondas e achar isso normalíssimo. Assim não... ao menos deviam alertar o pessoal para a necessidade de renovar de esponja toda a semana. Isso acalenta despejas e fomenta o consumo, pelo que deviam fazer propaganda.