Ocorreu um erro neste gadget

sábado, abril 26, 2008

Possessões e reencarnações tecnológicas


O blog Infoneuro, mantido por algum tempo por Antônio Roque e Gustavo Miranda Forte foi "possuído" por um novo usuário ou robot. Alguém poderia me esclarecer como isso acontece? Aparentemente, as pré-condições são deixar o blog com poucos posts e não fazer o claim dele em algum lugar, por exemplo no Technorati.

Já o meu celular "reencarnou" num novo corpo, bastando para isso transferir seu chip. Hum, mas neste caso o termo não é totalmente adequado, pois na verdade seria mais como um transplante de cérebro. Curiosamente, as memórias (de telefones) do novo chip se misturaram com as do celular anterior.

Mas prossigamos com a analogia: se cada chip de celular equivale a um espírito, e se cada espírito preexiste à sua encarnação em um corpo (o celular), então como explicar os bilhões de chips de celular hoje existentes?

Uma das teorias é que tais chips, na sua vida passada imediata, eram chips animais. Outra idéia é que eles viriam de outro planeta. Mas quando examinamos a memória de tais chips (usando as teclas apropriadas ou o "método de regressão de vidas passadas") não encontramos tais relatos ou informações sobre isso. Pois, afinal de contas, para se ter um bom relato sobre uma vida em outro planeta você tem que ser um ótimo escritor de ficção científica. Mas esses, são raros...

Um comentário:

João Carlos disse...

Hmmm... Não existe um "ghost in the machine" que inferniza o pessoal da computação quântica?... Uma forma de "deterioração da informação"?... O Clarke, em "The City and the Stars" postulava que, cada vez que alguém voltava ao "banco de dados" da Cidade, editava as próprias memórias, só guardando aquelas que lhe pareciam úteis.

Tema para meditação: e se a cada novo "renascimento" houver um "merging" de várias "memórias editadas"?... (Inclusive de memórias não humanas...)