Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, novembro 13, 2007

Ainda sobre o YouTube do Osame

Dos comentários da Roda da Ciência:


Silvia Cléa disse...



Oi, Osame! Quero me ater, ou tentar, aos aspectos ditos "científicos" do tema proposto pelo vídeo: ao meu ver o mais provocativo e instantâneo e a exposição (sua, enqto professor; e, da aluna pega como exemplo em sala de aula).


Desconheço se, tanto vc qto ela, sabiam do fato de seus comportamentos naquele momento estarem sendo gravados (tal ignorância só piora os fatos, na verdade). Mas, com este exemplo, podemos perceber até onde estamos expostos em nosso cotidiano durante nossas práticas laborativas. Esse sim seria um ótimo assunto para debatermos aqui!




Não vi maldade em sua atitude não, Osame. Conheço vc um pouco, através de conversas (em PVT) e dos debates aqui no Roda e de seus posts...não diria que essa é uma de suas características. Mas escrevi aquilo, porque a leitura do vídeo pode conduzir a tal.




Acho que para encerrar este comentário, gostaria de dizer mais uma opinião estritamente pessoal:Não sou a Regina Duarte, ms tenho muito, digamos, medo, das pessoas que ficam falando de si...com ou sem "falsas modéstias". Aqui, todos somos alguma coisa...eu por exemplo, jamais me vangloriei por andar, respirar, mastigar, dormir, acordar, sonhar e até pensar! E olha, que às vezes, tento fazer algumas dessas coisas concomitantemente!!!! ;o))))bjos
12 Novembro, 2007 12:44



OK disse...



OK, OK, Silvia, retiro o que disse (afinal foi um exagero), embora eu tenha aprendido a duras penas que nunca se deve ser condescendente, ou seja, se uma pessoa bem sucedida diz para os outros que se considera mediocre, ela ofende a todas as pessoas que não tiveram tanto sucesso ou sorte assim, pois estaria chamando-as de mais mediocres ainda.




Além do mais, como disse um amigo mais experiente quando eu falei que achava certo fisico brasileiro muito bom, " - Você nunca conheceu um físico realmente bom aqui no Brasil"... O que eu estou querendo dizer é que as pessoas muito sérias, pomposas, que buscam a respeitabilidade social acima de tudo, são essas o principal alvo de chacotas entre seus pares, e nao acho que isso seja fruto do ressentimento Nietzcheniano dos mediocres. Acho que essas pessoas pomposas e arrogantes merecem ser alvo de chacotas sim, porque nao reconhecem o ridículo da situação humana - exemplo, assisti um dos maiores físicos brasileiros, conhecido por sua pouca modéstia, dar uma palestra no IFUSP na frente de 100 pessoas, com a braguilha aberta e sua cueca aparecendo... E ninguem moveu uma palha para avisa-lo...




Será que me fiz entender? É preciso ter senso do ridículo e bom humor nesta vida, senao aí é que seremos realmente tontos (ridiculamente querendo mostrar o que não somos, pobres e estúpidos seres humanos, não importa nosso QI!). Quando Einstein tira aquela foto com a lingua de fora, não era apenas porque ele tinha cacife para fazê-lo e nós não, mas sim para dizer a todos os seus colegas: Se o cientista mais popular da historia nao tem medo do ridículo, querer ser mais sério, mais correto, mais presbiterianamente responsável que ele é o supremo da arrogância... É querer se passar por alguém superior a Einstein...Ou seja, se Einstein lavou nossos pés (fazendo aquela foto), devemos lavar os pés uns dos outros...




Quanto a questão da privacidade em sala de aula (sim, eu nao sabia nem tinha autorizado a filmagem), acho que seria um ótimo tema e eu apóio vocé para que seja um tema de discussão (em dezembro?). Também nao autorizei que se colocasse no YouTube (ainda estou tentando descobrir qual foi o aluno que fez isso), mas uma vez colocado, achei melhor eu patrocinar e divulgar o filme em vez de outros fazerem isso pelas minhas costas. Se eu faco piada de mim mesmo, então não posso ser alvo de piada, concorda? É por isso que judeu gosta de contar piada de judeu...




Finalmente, reconheço que foi uma grande marcada não ter ajudado a Karla a se levantar. Pedi desculpas a ela em público (nos comentários do YouTube), algo que não sei se outros professores "sérios" fariam. Aqueles que nunca pecaram, que atirem a primeira pedra...




Para todos, recomendo a música "Senhas" de Adriana Calcanhoto.


Nenhum comentário: