Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, setembro 30, 2009

Lacy Barca no II EWCLiPo


Palestra da Lacy Barca (blog Amiga Jane) no II EWCLiPo: Ciência na Televisão.

@alesscar (Alessandra Carvalho) no II EWCLiPo


Palestra da jornalista Alessandra Carvalho (blog Karapanã) no II EWCLiPo.



HPL006.WAV

Minha palestra no II EWCLiPo


Acesse aqui o pdf da minha palestra no II EWCLiPo:

Blogosfera, redes de informação e redes complexas
Gustavo Miranda Forte
Lucas Hypolito
Osame Kinouchi
Anel de Blogs Científicos
Laboratório de Divulgação Científica e Cienciometria
DFM - FFCLRP - USP

Suzana Herculano no II EWCLiPo


Gravei a palestra da Suzana Herculano-Houzel, A Neurocientista de Plantão, basta fazer o dowload abaixo. O meu furo de reportagem, porém, é o início da gravação, onde conversamos sobre nossos filhos, digo, os filhos dela e os meus, digo... Oras, vocês entenderam.


HPL005.WAV

none disse...

Kino,

Só usar a tag que tem nesta página:
http://googlesystem.blogspot.com/2006/07/embed-mp3-files-into-your-website.html
-----------

O endereço do áudio da Suzana Herculano é:
http://www.mypodcast.com/fsaudio/rmtakata_20091001_1754-507849.mp3

Cardoso no II EWCLiPo


Bom, começo a postar de forma séria sobre o II EWCLiPo. Penei um pouquinho para descobrir como se põe audio no Blogger usando o 4Shared e não consegui fazer o que ali está descrito. Em todo caso, você pode fazer o dowload clicando abaixo, isso funciona bastante bem:

Consequência do II EWCLiPo: Blog Arraial do Cabo





Eu achei que a idéia da Vanessa (Penny do Cardoso) estagiar no Evento
Porto Cai na Rede fosse meio sem pé nem cabeça, mas no final das contas o Cardoso respondeu que seria uma ótima idéia, só não deu porque estava em cima da hora (ele já está em Porto de Galinhas). Vejam a resposta dele no Twitter:

osamekinouchi @Cardoso devo retirar o post da penny? Ele te prejudica?http://bit.ly/MzBeQ

Cardoso @osamekinouchi só se inveja matasse ;) A idéia é boa mas foi MUITO em cima, infelizmente não dá pra viabilizar :(about 4 hours ago from Power Twitter in reply to osamekinouchi

Pois é, mas daí tive uma idéia. O Cardoso nos ensinou no II EWCLiPO a como monetizar os blogs, como ganhar dinheiro com eles. É claro que eu não vou botar AdSense no SEMCIÊNCIA, afinal não quero ganhar o prêmio Blog Cascão que o Science Blogs Brasil ganhou no II EWCLiPo pelos anúncios de Logosofia, juntamento com o Portal ABC - por contaminar com Malwares os visitantes...

Daí inventei um blog sobre Arraial do Cabo (pretendo voltar lá nas férias), um blog turístico que possa ser monetizado. Coloquei a Angélica como co-administradora (eu realmente não temho tempo para isso!), e pretendo convidar a Vanessa para ser a nossa reporter local, tirando fotos, fazendo roteiros de viagens, falando das pousadas, restaurantes, passeios da região. Vamos ver se funciona... 

Afinal, se me orgulho de ser um cientista que tem idéias criativas, então devo ser capaz de gerar boas idéias para ganhar um dinheirinho extra, não é mesmo? Nasce assim o blog Arraial do Cabo, deêm uma olhada.

Hummmmmm... Lembrei de quando perguntaram ao Per Bak por que ele não era rico se era tão inteligente. Ele respondeu (estava vindo de uma conferência em Aspen):

"Eu posso não ser rico, mas viajo para os lugares que os ricos iriam se tivessem tempo..."

segunda-feira, setembro 28, 2009

Sobre a Penny do Cardoso


Não deu tempo para uma entrevista gravada, fica aqui o resumo de uma conversa que tive com Vanessa (a Penny do Cardoso) bebendo um vinho branco no restaurante de seu pai hoje a noite (Snif, ninguém ainda colaborou na vaquinha do meu resgate... tentaremos chegar em Ribeirão amanhã mesmo sem dinheiro para a gasolina do trecho final).

A Penny do Cardoso se chama Vanessa Rodrigues Malvolti, filha de Guy Malvolt, um francês dono do Restaurante Internacional Saint Tropez em Arraial do Cabo. Vanessa tem 21 anos e é estudante de Turismo (segundo ano) em um curso de três anos em Cabo Frio. Estudou um tempo no Rio, mas voltou para Arraial pois acha que a vida ali é mais tranquila. Seu maior desejo é promover o turismo de qualidade em sua cidade.

Sugeri a ela que iniciasse um blog turístico sobre Arraial do Cabo. Ela tinha apenas um blog pessoal, e gostou da idéia. Disse que iria iniciar o blog para divulgar sua cidade. Ela ficou meio surpresa quando falei que sua foto postada pelo Cardoso teve 4000 downloads de sabado para domingo e pediu mais informações sobre o II EWCLiPo. Mostrei a ela também a entrevista gravada que fiz com o Cardoso onde ele explicava o que era o evento "Porto Cai na Rede".

Também falei sobre uma idéia maluca que me ocorreu: "Vanessa, talvez eu esteja apenas viajando na maionese, mas são dessas pequenas coincidencias e acidentes que surgem as oportunidades na vida. Você está procurando ganhar experiencia na área de turismo, embora seja ainda uma estudante. Graças ao Cardoso, você se tornou a musa do II EWCLiPo e ficou conhecidissima entre seus seguidores."

Bom, a idéia maluca é: "Se o Cardoso te convidasse para ser uma blogueira de turismo estagiária no Porto Cai na Rede, para ajudá-lo em seus posts - fotografando, organizando o material, sei lá o que - você toparia?

Ela pensou um pouco, ensimesmada (não parece, mas ela é um pouco tímida). "Bom... se você falar com ele... eu topo!"

Assim, jogo a bola para o Cardoso. Não sei se cabem mais convidados no Porto Cai na Rede. Bom, talvez ele possa encaixar a Vanessa de algum modo, como sua auxiliar... Talvez, colocar a Penny no lugar do Carlos Hotta... Não, o Cardoso NUNCA faria isso!

Cardoso, caso você tenha algum interesse em ter Penny-Vanessa como estagiária no Evento... me escreva que passo o email dela...

PS: A bateria do meu celular acabou quando eu fui tirar uma foto de Vanessa de frente. Mas posso garantir para aqueles que apenas viram as fotos do Cardoso que ela é uma bonita garota... (peguei a foto num facebook da internet).

PS2: E por favor, manerem nos comentários no álbum do Cardoso. Vanessa Malvolti é uma pessoa de carne e osso: tem nome, rosto e cabeça própria...

Explicando a origem da fé

Me parece que este artigo explica o poder da fé e a eficácia dos livros de auto-ajuda.

the physics arXiv blog 


The Evolution of Overconfidence

Posted: 23 Sep 2009 09:11 PM PDT

If overconfidence leads to global disasters such as the collapse of banks and world wars, how could it have evolved? Now researchers have an answer

What do the following high-profile disasters have in common: World War I, Vietnam, the war in Iraq, the collapse of the banking system and the lack of preparation for natural disasters such as Hurricane Katrina?

According to Dominic Johnson at the University of Edinburgh and his pal James Fowler at the University of California, San Diego, the answer is that they have all been blamed on the all-too-human condition of overconfidence. 

The puzzle about overconfidence is its ubiquity. Many studies have shown that most people have an exaggerated sense of their own capabilities, an illusion of control over events and an invulnerability to risk. Most people, for example, believe they are above average drivers, a statistical impossibility. We are all overconfident in one way or another.

But how can such a condition have evolved when the consequences of overconfidence can lead to the destruction of communities and the catastrophic loss of life?

That's a mystery that many experimental psychologists have wrestled with but now Johnson and Fowler say they have the answer. By creating a mathematical model of the way overconfident individuals compete against ordinary individuals, they show that there is a clear advantage in overconfidence. 

In fact, if the potential reward is at least twice as great as the cost of competing, then overconfidence is the best strategy. In fact, overconfidence is actually advantageous on average, because it boosts ambition, resolve, morale and persistence. In other words, overconfidence is the best way to maximise benefits over costs when risks are uncertain. 

That's an interesting insight. Experimental psychologists have long known of the role of overconfidence in conflict situations and yet have been unable to explain its origin. 

But it is Johnson and Fowler's predictions that are most worrying. Their model implies that optimal overconfidence increases with the magnitude of uncertainty. So the greater the risk, the more overconfident individuals should become.

Johnson and Fowler use that finding to predict that overconfidence will be particularly prevalent in domains where the perceived value of a prize sufficiently exceeds the expected costs of competing. 

What might these be? They highlight several domains but perhaps the most obvious and potentially dangerous are international relations, where events are complex, distant, involve foreign cultures and languages, new technologies such as the internet bubble and the banking industry where complex financial instruments abound. Any of that sound familiar? 

All that sets the stage for the next question: how best to mitigate the worst side-effects of rampant overconfidence in a society that has a dramatically exaggerated sense of its own abilities


Ref: arxiv.org/abs/0909.4043: The Evolution of Overconfidence

Retina critica



Ola Pessoal, 
Saiu publicado esta semana na revista online PLoS ONE o artigo baseado na tese de doutorado do Rodrigo Publio sobre o modelo de retina (alguns de voces foram da banca). O artigo pode ser acessado pelo site: 
http://www.plosone.org/article/info%3Adoi%2F10.1371%2Fjournal.pone.0006970 
Por favor, divulguem entre os conhecidos de voces que trabalham com retina. 
Um abraco, 
Roque 
Antonio Roque 
Departamento de Fisica e Matematica 
FFCLRP, Universidade de Sao Paulo 
14040-901 Ribeirao Preto, SP 
Brasil 

A Educadora e o EWCLiPo


Silvania do Blog A Educadora já está postando sobre o EWCLiPo. Ótimos posts, siga aqui.

Fazendo cut and paste de um deles:


Suzana Herculano-Houzel, autora do blog "A neurocientista de plantão" falou aos blogueiros sobre as suas experiências na blogosfera que começou em 2000. Ela apresentou um panorama histórico sobre os divulgadores de ciência e explicou que até o século XIX o cientista costumava divulgar seus saberes nos saraus e outros eventos sociais. No século XX, com a profissionalização da ciência, o cientista passou a falar com seus pares e deixou de dialogar com a sociedade. Em busca da legitimação da prática científica, passaram a ser diferentes no modo de vestir e falar e isso aumentava o distanciamento entre ciência e sociedade. No pós-guerra surge a figura do jornalista especializado em ciências. A tendência atual é a divulgação alternativa, usando inclusive os blogs como meio de difusão e a profissionalização da divulgação científica. Hoje não importa a formação do divulgador: há vagas para cientistas e para jornalistas que querem fazer divulgação científica.

Suzana apresentou algumas razões para divulgar ciência:
  • Ao fazer divulgação, o cientista presta contas à sociedade que financia suas pesquisas
  • A divulgação científica é financeiramente interessante para o cientista, na medida em que sua pesquisa é publicamente reconhecida.
  • A ajuda entre cientistas permite acompanhento recíproco da pesquisa.
  • Acompanhar o trabalho de outros cientistas promove o aprendizado.
  • Novas questões são pensadas durante o trabalho de divulgação.
  • Se ciência é notícia, ninguém melhor que o cientista para falar sobre o fazer ciência.
  • A prática da divulgação ajuda na redação de artigos científicos porque bons resumos científicos são, de certa forma, pequenos artigos de divulgação científica.
  • Várias vezes um cientista precisa escrever sobre o trabalho dos outros ao fazer revisões, relatórios, assim o trabalho de divulgação permite um constante exercício de escrita.
  • A divulgação científica treina o cientista para dar respostas claras.
  • Fazer divulgação científica pode ser divertido e permite fazer novos amigos.
  • Na divulgação o cientista o cientista pode se sentir a liberdade de expressão, tantas vezes reprimida.
  • O cientista que divulga seu trabalho mostra que é gente como todo mundo e tem a oportunidade de receber dicas do público, podendo trazer luzes à pesquisa.
  • Faz bem pensar em como o leitor vai ficar bem ao entender alguma coisa sobre um assunto que lhe parecia impenetrável.
  • A conquista de aliados na sociedade para seguir com a pesquisa. Um bom exemplo é quando o público se mobiliza para defender a pesquisa com animais após entender que se algumas pessoas continuam sobrevivendo é em função do uso de animais nas pesquisas.

Por que existem poucos livros de divulgação científica? Suzana aponta a falta de tradição e de espaço nas livrarias como razões para o problema, mas critica o fato de editores e cientistas insistirem que não há oferta porque não há demanda. Para ela, uma prova de que ciência vende, é a boa receptividade dos livros que ela lançou para divulgar neurociência e explicou que um romance que vende 2 mil exemplares é considerado bem sucedido: um único livro "Mantenha seu cérebro vivo já vendeu 100 mil exemplares. Parece haver uma demanda reprimida no mercado editorial. Em relação à divulgação científica na internet,O cérebro nosso de cada dia, é outro sucesso de público. Criado em 2000, esse site de Suzana recebeu em 2004 cerca de 400 visitas por dia. E isso sem nenhum tipo de divulgação. A maior parte do público visitante é de profissionais que não são da área biomédica. A motivação que se destaca é a curiosidade pela ciência. Por isso, Suzana acredita que os cientistas podem e devem suprir a lacuna editorial nas obras que discutem ciências, considera que os sites e os blogs são instrumentos viáveis e defende que os jornalistas podem ser bons aliados do cientista.

Suzana terminou dizendo que para facilitar a venda de seus livros, ela se apropria de uma linguagem comum em livros de auto-ajuda. Em "Fique de bem com seu cérebro", por exemplo, ela usa trechos simples para explicar a informação científica que o livro trata. Essa opção foi alvo de muitas críticas no meio científico. Mesmo assim, ela acredita que é importante comunicar com seus leitores e por isso insiste na sedução da simplicidade.

domingo, setembro 27, 2009

O II EWCLiPo acabou!

Fig 1. - A Penny do Cardoso vai acabar ficando famosa...

Fig. 2 - Debates científicos de alto nível

Fig. 3 - Preciso pegar uma praia amanhã.

Fig.4 - Minha palestra.

Estou com pena de quem não pode vir. Esse EWCLiPo em Arraial do Cabo foi o máximo, vai ficar na história. Participantes de altissimo nível, muita interação via bares e restaurantes. Quando eu tiver um teclado decente, escrevo um post maior.

Assim que pudermos, iremos colocar as palestras do II EWCLiPo na rede, para vocês ficarem chupando o dedo...

Por enquanto, as primeiras fotos do encontro podem ser encontradas neste Flickr do Cardoso.

sábado, setembro 26, 2009

Marian Silva e o Efeito Obama




Marina ponto com

A campanha de Marina Silva estreou na internet em abril deste ano. A grande mídia ainda nem sequer especulava se a ex-ministra sairia ou não do PT de Lula rumo ao PV de Fernando Gabeira, e seus seguidores já pediam voto.

Abrigada no Movimento Marina Silva Presidente (www.marinasilvapresidente.ning.com), a campanha passou a distribuir eletronicamente cartazes, logomarca, fotos, arte para ser impressa em camisetas e tudo o mais para colocar o bloco na rua em grande estilo, incluindo o jingle MahatMarina, de R. Arthur. No início de agosto, antes mesmo de Marina anunciar oficialmente sua saída do PT, já havia um cartaz com o V do Partido Verde. O Movimento virou uma grande rede social, na qual os participantes também podem criar seus próprios materiais de campanha e disponibilizá-los.

“Ela pode fazer campanha pela internet, porque a lei que regulamenta o assunto ainda não foi votada pelo Congresso Nacional. Só o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) poderia tirá-la do ar e, assim mesmo, não creio nesta possibilidade, porque o presidente do Tribunal já declarou ser favorável a dar o tratamento de território livre para a internet”, opinou Walter Costa Porto, ex-ministro do TSE e um dos maiores especialistas em legislação eleitoral. O Movimento Marina Silva Presidente já conta com 8 mil membros efetivos e um sem-número de simpatizantes. Grupos (ou tribos) lá instalados são 131.

Pela segunda vez em menos de um ano, o PV surpreende fazendo bom uso da internet. A primeira foi na campanha de Fernando Gabeira a prefeito do Rio de Janeiro, de excelente qualidade técnica. E isso acontece justamente no momento em que os políticos se recusaram a dar um tratamento digno à rede, tentando amordaçá-la no remendo de lei relatado pelo deputado federal Flávio Dino (PCdoB-MA). A qualidade do trabalho dos apoiadores de Marina se traduz em dois aspectos: o primeiro, é a agilidade na distribuição do material de campanha; o segundo, é a fidelização dos apoiadores, que podem participar e dar ideias, exatamente como fez a campanha vitoriosa de Barack Obama.

Esses dois aspectos, aliados à simplicidade e à boa navegabilidade do site, podem fazer a diferença em favor de Marina na conquista de novos eleitores. Uma militância espontânea, coisa cada vez mais rara hoje em dia e ainda mais com característica de rede, é ouro puro. Essa iniciativa já está sendo desdobrada no Twitter, no Orkut, no Facebook e em outras redes sociais, mantendo o nome da candidata em evidência.

A internet é um meio barato e eficiente de fazer campanha. Não é coisa de candidato rico, nem de candidato pobre. É coisa de candidato criativo, para dizer o mínimo. Um bom site não custa caro, e as redes sociais têm plataforma pronta, à espera de um bom conteúdo. Sem requerer orçamentos astronômicos ou gastos exorbitantes, a internet é desprezada por uma maioria de políticos acostumados ao “voto é dinheiro” e “eleição é negócio”.

A era da campanha de papel, que durante tanto tempo fez a felicidade do setor gráfico, está chegando ao fim. O Twitter e o SMS substituirão o velho santinho de guerra, e o YouTube movido a câmeras de celular vai obrigar as produtoras a reverem seus conceitos. A interatividade está tornando as campanhas permanentes. Entender isso significa sobrevivência, manutenção do poder. Dentro de, no máximo, uma década, só haverá voto.com.

Autor: Marcelo S. TognozziEnvie para um amigoImprimir

      sexta-feira, setembro 25, 2009

      II EWCLiPo começa daqui a pouco


      Já estou na Pousada do Capitão, em Arraial do Cabo - RJ, para o II EWCLiPo que começa daqui a pouco. Zedy, Lucas e eu (mais minha filha Juliana e uma amiga dela) viajamos 15 horas em um Gol 1.0 a fim de participar. Se você ainda não se inscreveu, imagino que ainda dá tempo... Corra para cá!

      Fora os palestrantes, o Bioletim registra os seguintes participantes:

      Quem já se inscreveu:

      Nome completoAtividadeInstituição/EmpresaBlogConfirmado
      Adilson Jesus Aparecido de OliveiraProfissionalUniversidade Federal de São Carloswww.pordentrodaciencia.blogspot.com 
      Alessandra Maria Ruiz GaldoEstudanteUniversidade Federal de Santa Catarinahttp://alegaldo.comok
      Carla da Silva AlmeidaEstudanteUniversidade Federal do Rio de Janeiro ok
      Carlos Vinicius Rodrigues dos SantosEstudanteAstronomiawww.mundodaastronomia.blogspot.com 
      Claudia Kuen Rae ChowProfissionalxxxhttp://scienceblogs.com.br/ecodesenvolvimentook
      Davi Pedroni BarretoEstudanteUniversidade Federal de Juiz de Forawww.bioconnection.blogspot.com 
      Érica Masiero NeringEstudanteToque da Ciênciaciencia.inf.br 
      Fernanda PolettoEstudanteUniversidade Federal do Rio Grande do Sulhtp://bala-magica.blogspot.com 
      Frederico Augusto de Castro FurtadoProfissionalInstituto Ciência Hoje  
      Gabriel CunhaEstudanteUNIFESPhttp://scienceblogs.com.br/rnamok
      Gustavo Miranda ForteEstudanteUSPhttp://dfm.ffclrp.usp.br/ldcok
      L. Felipe BenitesEstudanteUniversidade do Vale do Rios dos Sinoshttp://oamigodewigner.blogspot.com 
      Lucas Ricardo HypolitoEstudanteDFM USPdfm.ffclrp.usp.br/ldcok
      Luiz BentoEstudanteUFRJscienceblogs.com.br/discutindoecologiaok
      Mara Figueira de OliveiraProfissionalInstituto Ciência Hoje ok
      Mariana FerrazProfissionalInstituto Ciência Hoje ok
      Juliana Motta KinouchiProfissionalColégio Metodista  
      Mauricio Camargo TridaProfissionalETESPhttp://incautosdoontem.opsblog.org/ 
      Nildson Alvares MunizProfissionalparticularporumnovoespiritohumanoecientificonos.blogspot.com
      Paula SignoriniProfissionalRastro de Carbonohttp://www.rastrodecarbono.com.brok
      Rafael Bento da Silva SoaresProfissionalScienceblogs / USPRNAm 
      Renan PicoretiEstudanteUnicamphttp://www.scienceblogs.com.br/dimensional/ok
      Ricardo BittencourtProfissionalGooglewww.ricbit.com 
      Roberto Gomes de Souza BerlinckProfissionalUniversidade de São Paulohttp://quiprona.wordpress.com 
      Roberto Mitsuo TakataEstudanteIB/USPgenereporter.blogspot.comok
      Sandro Silva e CostaProfissionalUFABCwww.dedalus-atlas.blogspot.com 
      Tatiana Rodrigues NahasProfissionalCiência na Mídiahttp://ciencianamidia.wordpress.com/ok
      Thaís Fernandes Santos NaveProfissionalInstituto Ciência Hoje ok
      Thiago de Souza CameloProfissionalInstituto Ciência Hoje ok