Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, maio 15, 2008

Encontro sobre Weblogs em Portugal


Este link é para o terceiro Encontro de Weblogs em 2006. Houve outros mais recentes? Em todo caso, vale a pena dar uma olhada no formato e nos temas. Aqui o link para o segundo Encontro.



retiro isto:



Não, os weblogs não vão terminar. É a resposta que dá José Luis Orihuela à pergunta que o próprio coloca. Tudo, porque nada vai voltar a ser como antes.
Primeiro, porque foram descobertos com os blogs amplos recursos tecnológicos que estão agora disponíveis para pessoas comuns. E isso é ponto sem retorno. A comunicação social, enquanto comunicação pública e massiva, nunca mais vai voltar a ser um exclusivo dos grandes grupos mediáticos, também agora as pessoas comuns têm possibilidades de publicação a grande escala.
Depois, porque o crescimento da blogosfera em termos estatísticos é visível e isso é prova de expansão. E por fim,porque os blogs são um "media líquido", que, não conservando a sua forma, se adapta e modifica em conformidade com as situações que se lhe colocam.
Os riscos que poderiam levar ao fim dos blogs são a instrumentalização mercantil dos Weblogs, nascidos amadores e gratuitos.
Os spamblogs, que são já 56% dos blogs em Inglês, são uma ameça, visto que já são mais usaddos que o spam por e-mail.
A apropriação dos blogs por parte dos média, chamada "canibalização" por José Luis Orihuela é um risco, porque degrada a imagem dos Weblogs. Actualmente, qualquer colunista é apelidado de blogger.
A credibilidade, ou a falta dela, é o último dos perigos referidos, visto, que deu origem ao que qualquer pessoa pode publicar.
O desafio que se põe ao bloggers é a Inovação, de acordo com José Luis Orihuela este é o desafio que se poões aos média tradiconais e também aos blogs. O exemplo dado é o de Disck Fosbury, inventor do Fosbury Flop, que se tornou o modelo do salto em altura. A Inovação e superioridade técnica fê-lo sobressair e isto é o que todos nós devíamos fazer na nossa vida, assim como os bloggers.
Citando Jorge Wangensberg, o orador convidado do 3º Encontro afirmou que o " uso criativo de uma nova tecnologia é inconfundível, com a tecnologia não se trabalha menos, trabalha-se com mais ideias".


No fim da comunicação, José Luis Orihuela deixa dez dicas para novos bloggers:
1-Começa a ler blogs
2-Experimenta várias ferramentas
3-Escolhe um tema, um blog disperso fracassa. Domina o tema e fornece muita informação sobre ele.
4-Toma em atenção a qualidade da escrita, não escrevas como uma SMS, um blog é comunicação pública.
5-Faz links para as fontes
6-Esquece as estatísticas e comentários.
7-Espera o tempo suficiente para o promover. Só quando tiveres mais conteúdos interessantes é que merecerás um link.
8-Participa na Blogosfera, comenta o trabalho dos outros.
9-Lembra-te que o blog público, por isso deves ter cuidado com a qualidade.
10-Diverte-te!

quarta-feira, maio 14, 2008

Google Trends




O Google Trends (acima) compara o volume de busca de palavras chave com o volume de notícias referentes às mesmas. É curioso a diferença entre as curvas no caso de Clinton (azul) e Obama (vermelho). Já o Blog Pulse parece fornecer uma série temporal bem mais detalhada. A pensar...

sexta-feira, maio 09, 2008

Motor liquido




Here’s an interesting effect discovered by a group of Iranian physicists at Sharif University of Technology in Tehran, Iran (it’s not often we hear from these guys).
They placed a thin film of water in a square cell and applied two perpendicular electric fields. One was an external electric field. For the other, they used two copper electrodes to generate a voltage across the cell like an electrolysing cell (although no chemical reaction took place).
So they had a pair of electric fields at right angles acting on this thin film. The unexpected result is that the film of water begins to rotate. The team has a number of movies of the effect on its website. They call it a liquid film motor and it’s a quite extraordinary effect. At one point they divide their cell into nine smaller ones and the liquid in each cell rotates in exactly the same way.

quarta-feira, maio 07, 2008

Discussão sobre o índice de Hirsch




While I am lecturing MIT’s 8.012 class (”Mechanics for Masochists”), I don’t have a lot of time to concentrate on my brown dwarf research, so I find myself drawn off by other, shall we say, intellectual dalliances. My most recent distraction has been the so-called Hirsch index, or h-index, a single number that is meant to indicate the “impact” of a researcher’s published work in science. Think of it as baseball stats for science geeks - Ted Williams may have the highest on base percentage, but I’m sure I’ve got him beat on the h-index!

For better or worse, I’ve been contemplating this index quite a bit recently - perhaps too much. In particular, I’ve been concerned about its growing impact (pun intended) on hiring decisions, salary raises, and - perhaps most importantly - the psyches of young researchers who over- or under-estimate how their h-index is perceived. It seemed to me a perfect topic for an extensive blog discussion.


Continue a ler aqui.

Pesquisa Interdisciplinar e Avaliação


INFORMAÇÕES GERAIS
Local: Auditório do Centro de Convenções da UNICAMP
Data: 8 de maio de 2008
Horário: 8h45 às 17h
Informações adicionais: Claudia Pfeiffer - mailto:claupfe@yahoo.com
Inscrições Gratuitas: http://www.cori.unicamp.br/foruns/tecno/foruns_tecno.php


SOBRE O EVENTO
Instrumentos de pesquisa bibliográfica, criados originalmente como ferramenta de pesquisa em algumas áreas do conhecimento a partir dos anos 50 do século passado, passaram a ser utilizados como indicadores e, portanto, subsídio para avaliações. Esse uso cada vez mais difundido precisa de uma discussão, também difundida em função das diferentes ênfases dos bancos de dados e práticas de divulgação nas comunidades das distintas áreas do conhecimento. Num contexto de crescente interdisciplinaridade, essa problemática torna-se ainda mais complexa. Nesse evento, pretende-se abordar a questão com os distintos olhares acadêmicos envolvidos e necessários para uma avaliação e diagnóstico da pesquisa interdisciplinar.

PROGRAMA
MANHÃ:
8h45 - Abertura
9h00 - Introdução: “Avaliação, indicadores, perfis e disciplinas” Peter A. Schulz - IFGW/Cocen - Unicamp
10h00 - Pausa para Café
10h15 - Palestra e Discussão: “Indicadores da Produção Científica Brasileira: Um Olhar Através das Diversidades” Rogério Mugnaini - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde
11h15 - Palestra e Discussão: “É Possível Comparar Pesquisadores com Interesses Científicos Diferentes?” Osame Kinouchi Filho - USP - Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
12h15 - Pausa para Almoço
TARDE:
14h00 - Palestra e Discussão: “A Encruzilhada Interdisciplinar: Avaliações e Rupturas” Denise Correa Rocha Lannes - UFRJ
15h00 - Pausa para Café
15h15 - Mesa Redonda (Participação de todos os palestrantes)
“Interdisciplinaridade: Um Caminho Para Uma Avaliação Mais Abrangente?” Mediadora: Silvia Regina Turcinelli - CBMEG- Unicamp
17h00 - Encerramento

ORGANIZADORES:
COCEN - Coordenadoria de Centros e Núcleos Interdisciplinares de Pesquisa